Páginas

segunda-feira, 22 de maio de 2017

2ª Rodada do Campeonato Sub23 da Serra do Mel

Este fim de semana em Serra do Mel foi marcado pela segunda rodada do Campeonato Sub23, onde tivemos quatro jogos nesta rodada , no sábado - Espirito Santo 2 x 1 Minas Gerais; Piauí 1 x 1 Maranhão e no domingo Linhares 2 x 2 alagoas e Amazonas 1 x 2 Mato Grosso.

Vamos a resenha esportiva com Amós César

Espirito Santo 2 x 1 Minas Gerais.  

Foi  uma partida sem muito brilho técnico, mas com muita dedicação por partes das equipes  no primeiro tempo na bola parada a Espírito Santo abre o placar com Adones . No segundo tempo os mineiros foram para cima e empataram a partida, mas porém num contra taque pelo lado esquerdo o lateral esquerdo fez uma bela jogada e bateu cruzado e o centroavante Bolinha mandou a bola para rede fazendo assim 2 x 0 dando, números finais  à partida.

Maranhão 1 x 1 Piauí

Mais uma  duríssima partida no campeonato, onde as equipes reversaram o comando do jogo. No inicio da partida os maranhenses jogaram mais com o bola e na reta final foi o time piauense e o interessante é que as equipes fizeram os gols quando estavam menos tempo com a bola, foi assim que a piauí fez o gol com Juninho num contra ataque e depois sofreu  o gol que deu números finais na partida no empate de 1 x 1.

Linhares 2 x 2 Alagoas 


Foi uma partida muito boa aos olhos do torcedor, pois foi um jogo aberto onde o Linhares atacava e os alagoanos contra atacavam, mas, quem abriu o placar foi o time alagoano numa infelicidade do goleiro Rafael. o time do Linhares reagiu e empatou.  Mas,  tomou mais um gol e quando se aproximava do fim da partida no último minuto do segundo tempo o linhares finalizando a partida de 2 x 2. 
A chave B do campeonato houve dois jogos com dois empates, assim, cada equipe tem um ponto. Quanto a classificação estão todos no mesmo nível de pontuação, aguardaremos os próximos jogos para conhecermos os classificados desta chave.

Mato Grosso 2 x 1 Amazonas


Foi mais uma bela partida desta segunda rodada, onde o time amazonense começou muito bem trabalhando e tocando a bola, fazendo muito bem o seu meio campo ao criar alternativas de jogadas. A Mato Groso jogava uma partida bem calculada, pois, atraía seu adversário para dentro do seu campo para sair na velocidade com Léo, Didi e Paraguai para levar a bola para o centroavante Adeilson. Assim saiu o primeiro gol do time mato-grossense que com o velocista Léo abriu o placar fazendo 1 x 0.    A partir daí a equipe da Mato Grosso deixou sua defesa bem postada e começou a ficar um pouco mais com a bola e atacou mais do que os amazonenses que sentiu um pouco o gol e acabou sofrendo o segundo através de um escanteio que o jogador Jefferson, lateral esquerdo bateu com muita precisão e a bola acabou tocando no travessão e sobrando pra Valmir Gleison que ampliou o placar. No segundo tempo logo no inicio o time da amazonas diminuiu mas, não conseguiu empatar.

domingo, 21 de maio de 2017

OAB decide protocolar impeachment de Temer


O Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) decidiu na madrugada deste domingo (21) apoiar o impeachment do presidente Michel Temer e formular pedido a ser protocolado na Câmara dos Deputados.
Formado por bancadas com representantes dos 26 Estados do país e o Distrito Federal, o Conselho decidiu fazer uma reunião extraordinária, na sede da instituição, em Brasília, diante dos fatos da última semana.
Antes das deliberações deste sábado, a maior parte das bancadas já havia se posicionado pela cassação do presidente.
Em geral as bancadas expressam a opinião das seccionais da OAB nos estados. Ao todo, 25 bancadas decidiram pelo impedimento do presidente. O Amapá votou contra. Acre não compareceu.
A sessão que decidiu pelo impedimento durou cerca de oito horas. O pedido deve ser protocolado na próxima semana. O presidente Michel Temer já possui ao menos oito pedidos de impeachment protocolados na Câmara.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Governador Robson é vaiado em Areia Branca

Tudo na vida tem um limite. O RN desde a gestão passada vem sofrendo por um abandono sistemático e na renovação da gestão dita como promissora, a situação piorou. Alunos da Escola Estadual Desembargador Silvério em um ato democrático saíram às ruas para protestar pela falta de infraestrutura na escola. O governador Robson Farias estava na cidade para participar de mais uma edição da "Vila Cidadã" e também uma oportunidade de preparar espaço para sua improvável reeleição. Nestes dois últimos anos o RN bateu recordes de violência contrariando todo o discurso de campanha do governador. O Governador também é acusado e investigado por receber cerca de 350 mil em 2010 de acordo com a delação de Odebrecht (clique AQUI e veja matéria da G1). 

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Cenas provam a entrega de propina aos indicados de Temer e Aécio

As primeiras imagens que acompanham a delação da JBS foram divulgadas pelo jornalista Lauro Jardim, de O Globo, nesta quinta-feira (18). Nelas, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), destacado pelo presidente Michel Temer (PMDB/SP) para tratar com Joesley Batista dos interesses de seu grupo empresarial, é flagrado pegando R$ 500 mil em propina. O valor seria a primeira parcela de um montante prometido de R$ 480 milhões.
As cenas atingem diretamente o senador mineiro Aécio Neves (PSDB/MG). A Polícia Federal filmou o primo dele, Frederico Pacheco de Medeiros, pegando, supostamente a mando do tucano, R$ 1,5 milhão em propina — três quartos dos R$ 2 milhões que Aécio pediu, sem saber que era gravado, para Joesley, um dos donos da JBS.

'Não renunciarei', afirma Temer


O presidente Michel Temer afirmou na tarde desta quinta-feira (18) no Palácio do Planalto que não teme delação e que não renunciará.
Ele fez um pronunciamento motivado pela delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS. As delações já foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. Nesta quinta, o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, autorizou a abertura de inquérito para investigar o presidente.
"No Supremo, mostrarei que não tenho nenhum envolvimento com esses fatos. Não renunciarei. Repito: não renunciarei. Sei o que fiz e sei a correção dos meus atos. Exijo investigação plena e muito rápida para os esclarecimentos ao povo brasileiro. Essa situação de dubiedade e de dúvida não pode persistir por muito tempo", declarou.
Reportagem publicada no site do jornal "O Globo" nesta quarta (17) informou que Joesley Batista entregou à Procuradoria Geral da República (PGR) gravação de conversa na qual ele e Temer falaram sobre a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso na Operação Lava Jato.
"Não temo nenhuma delação, nada tenho a esconder", disse Temer. "Nunca autorizei que se utilizasse meu nome", declarou o presidente.
Houve, realmente, o relato de um empresário que, por ter relações com um ex-deputado, auxiliava a família do ex-parlamentar. Não solicitei que isso acontecesse. E somente tive conhecimento desse fato nessa conversa pedida pelo empresário", disse.
Ele afirmou que nunca autorizou que se pagasse a alguém para ficar calado. "Em nenhum momento autorizei que pagasse a quem quer que seja para ficar calado. Não comprei o silêncio de ninguém", declarou.
Temer disse que pediu oficialmente ao Supremo acesso ao conteúdo das delações, mas não conseguiu.
"Meu governo viveu nesta semana seu melhor e seu pior momento", disse Temer, em referência a indicadores de inflação, emprego e desempenho da economia e à revelação da delação dos donos da JBS. "Todo o esforço para tirar o país da recessão pode se tornar inútil", afirmou.
Segundo o presidente, "a revelação de conversas gravadas clandestinamente trouxe fantasmas de crise politica de proporção ainda não dimensionada".
Íntegra do pronunciamento
Leia abaixo a íntegra do pronunciamento de Michel Temer:
Olha, ao cumprimentá-los, eu quero fazer uma declaração à imprensa brasileira e uma declaração ao País. E, desde logo, ressalto que só falo agora - os fatos se deram ontem - porque eu tentei conhecer, primeiramente, o conteúdo de gravações que me citam. Solicitei, aliás, oficialmente, ao Supremo Tribunal Federal, acesso a esses documentos. Mas até o presente momento não o consegui.
Quero deixar muito claro, dizendo que o meu governo viveu, nesta semana, seu melhor e seu pior momento. Os indicadores de queda da inflação, os números de retorno ao crescimento da economia e os dados de geração de empregos, criaram esperança de dias melhores. O otimismo retornava e as reformas avançavam, no Congresso Nacional. Ontem, contudo, a revelação de conversa gravada clandestinamente trouxe volta o fantasma de crise política de proporção ainda não dimensionada.
Portanto, todo um imenso esforço de retirar o País de sua maior recessão pode se tornar inútil. E nós não podemos jogar no lixo da história tanto trabalho feito em prol do País. Houve, realmente, o relato de um empresário que, por ter relações com um ex-deputado, auxiliava a família do ex-parlamentar. Não solicitei que isso acontecesse. E somente tive conhecimento desse fato nessa conversa pedida pelo empresário.
Repito e ressalto: em nenhum momento autorizei que pagassem a quem quer que seja para ficar calado. Não comprei o silêncio de ninguém. Por uma razão singelíssima: exata e precisamente porque não temo nenhuma delação, não preciso de cargo público nem de foro especial. Nada tenho a esconder, sempre honrei meu nome, na universidade, na vida pública, na vida profissional, nos meus escritos, nos meus trabalhos. E nunca autorizei, por isso mesmo, que utilizassem o meu nome indevidamente.
E por isso quero registrar enfaticamente: a investigação pedida pelo Supremo Tribunal Federal será território, onde surgirão todas as explicações. E no Supremo, demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos.
Não renunciarei, repito, não renunciarei! Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos. Exijo investigação plena e muito rápida, para os esclarecimentos ao povo brasileiro. Esta situação de dubiedade ou de dúvida não pode persistir por muito tempo. Se foram rápidas nas gravações clandestinas, não podem tardar nas investigações e na solução respeitantemente a estas investigações.
Tanto esforço e dificuldades superadas, meu único compromisso, meus senhores e minhas senhoras, é com o Brasil. E é só este compromisso que me guiará.
Muito obrigado. Muito boa tarde a todos.

Michel Temer durante o pronunciamento no Palácio do Planalto no qual afirmou que não vai renunciar (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)
Nota da Presidência
Na noite desta quarta (17), após a veiculação da reportagem, a Presidência divulgou nota na qual confirmou que, em março Temer e Joesley Batista se encontraram, mas negou ter havido conversa sobre tentar evitar a delação de Cunha.
No âmbito do STF, o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, autorizou abertura de inquérito para investigar Temer, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).
Com a decisão de Fachin, Temer passou formalmente à condição de investigado na Operação Lava Jato. Ainda não há detalhes sobre a decisão, confirmada pela TV Globo.
As revelações do jornal geraram reações imediatas no Congresso Nacional, a ponto de os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), encerrarem as sessões desta quarta nas quais estavam sendo discutidos projetos.
Além disso, tanto parlamentares da oposição quanto da base aliada passaram a defender a saída de Temer por meio de reúncia ou impeachment.
Pela Constituição, se o presidente renunciar ou sofrer impeachment, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, assume interinamente a Presidência e tem de convocar novas eleições.
Aécio Neves
Na mesma delação, também segundo o jornal "O Globo", os donos da JBS revelaram pedido do senador Aécio Neves (PSDB-MG) de R$ 2 milhões à empresa para pagar as despesas com advogados que o defendem na Lava Jato.
Aécio indicou um primo dele para receber o dinheiro, e a entrega foi filmada pela Polícia Federal. A PF também rastreou o caminho do dinheiro e descobriu que foi depositado em uma empresa do também senador Zezé Perrella (PMDB-MG).
Nesta quinta, Aécio Neves foi afastado do mandato de senador, por determinação do Supremo Tribunal Federal. Além disso, a irmã dele, Andrea Neves, foi presa pela Polícia Federal por suspeita de envolvimento no episódio envolvendo a JBS. Um primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, também foi preso.
Embora a Procuradoria Geral da República tenha pedido a prisão de Aécio, o ministro Edson Fachin rejeitou o pedido e não levará o caso a plenário, que só avaliará o caso se o procurador-geral, Rodrigo Janot, decidir recorrer da decisão.

Temer decidiu renunciar

O presidente Michel Temer está pronto para anunciar sua renúncia ao cargo e deverá fazê-lo ainda hoje, no início da noite. Já conversou a respeito com alguns ministros de Estado e, pessoalmente, acompanha a redação do pronunciamento que informará o país a respeito.
Rodrigo Maia (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, já foi avisado sobre a decisão de Temer. Ele o substituirá como previsto na Constituição, convocando o Congresso para que eleja o novo presidente que governará o país até o final de 2018.
A Secretaria de Comunicação Social da presidência da República suspendeu a veiculação de peças de propaganda do governo que estavam no ar ou que poderiam ir ao ar.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

PROERD é lançado na E E Pe José de Anchieta



Foi lançado hoje, 17, as 16 horas o Programa de Resistência as Drogas - PROERD. Estiveram presentes no evento o dr. Umberto - coronel do destacamento militar, Josivam Bibiano - prefeito da Serra do Mel, Milane Azevedo - Secretária Municipal de Educação, vereador França, Diassis Gomes e Amós César - Conselheiros Tutelares, Alci - subcomandante do destacamento militar, soldado Vicente - professor que lecionará o curso do PROERD, Roberto de Araujo e Ana Paula - Gestores da E E Pe José de Anchieta.

O coronel Humberto falou da importância de fortalecer o tripé - Família, educação e a polícia para poder educar melhor as crianças e adolescentes e guiarem as mesmas no caminho certo.

O militar Vicente falou da programação e da estrutura do curso e iniciará na sexta-feria dia 26.

O PROERD em Serra do Mel é uma parceria entre Escolas, Prefeitura, Policia Militar e Governo do Estado que visa realizar um trabalho educativo e de prevenção para que as crianças, jovens e adolescentes possam está preparados para enfrentar de forma consciente o mundo das drogas.

Participaram do lançamento os estudantes do 6º ao 8º ano.

Prefeitos do RN discutem adoção do projeto de internet gratuita nos municípios


Prefeitos do Rio Grande do Norte que encontram-se em Brasília foram recebidos nesta quarta-feira (17) pelo ministro da Ciência e 
Tecnologia, Gilberto Kassab, que tratou sobre um dos programas do Ministério, o Cidades Digitais.
Kassab apresentou aos gestores detalhes do projeto que visa modernizar os municípios brasileiros por meio da tecnologia.
“Aproveitamos a facilidade de acesso aos ministérios para aproximar os prefeitos e estimulá-los a implantar programas que tragam desenvolvimento, como este apresentado, excelente para promover a inclusão digital”, afirmou o deputado federal Faria Faria que acompanhou os prefeitos na audiência.
O Cidades Digitais tem, entre seus principais objetivos, o de oferecer vários pontos de internet gratuita em áreas de grande circulação dos municípios, como praças, parques e rodoviárias. Os gestores ficaram de elaborar os projetos para apresentar no ministério.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

O PROERD será implantado nas Escolas da Serra do Mel


As Escolas Estadual Padre José de Anchieta e a Municipal Vila Rio Grande do Norte terão na próxima quarta-feira a apresentação do PROERD, na oportunidade será explicado a implantação do programa na Serra do Mel e de imediato será ministrado o curso de prevenção as drogas e a violência para 60 estudantes do ensino fundamental para as duas escolas.

O PROERD é o PROgrama Educacional de Resistência ás Drogas e á violência, é um projeto onde os policiais militares, fardados e devidamente treinados e com material próprio (livro do estudante, camiseta e diploma) que desenvolvem um curso de prevenção as drogas e a violência na sala de aula de sua escola

O Programa Educacional de Resistência às Drogas - PROERD é a adaptação brasileira do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education - D.A.R.E., surgido em 1983. No Brasil, o programa foi implantado em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo o Brasil; conta com três currículos:

O Programa possui como material didático o Livro do Estudante, o Livro dos Pais e o Manual do Instrutor, auxiliando aos respectivos alunos e Policiais PROERD no desenvolvimento das lições.

O Programa consiste em uma ação conjunta entre as Policias Militares, Escolas e Famílias, no sentido de prevenir o abuso de drogas e a violência entre estudantes, bem como ajudá-los a reconhecer as pressões e as influências diárias que contribuem ao uso de drogas e à prática de violência, desenvolvendo habilidades para resisti-las.

O PROERD é mais um fator de proteção desenvolvido pela Polícia Militar para a valorização da vida, que imbuía de sua missão institucional, vem de uma sociedade mais saudável e feliz.

Câmara Municipal de Serra do Mel entrega Títulos de Cidadão e de Honra ao Mérito


No último sábado, 13, na ocasião que o município comemora seu 29º aniversário da emancipação política, a Câmara Municipal entrega títulos de cidadão e de  honra ao mérito aos escolhidos pelos nove vereadores que compõe o poder legislativo.

Veja os homenageados de cada vereador:

Tony - gerente do Banco do Brasil da Serra do Mel recebendo o título de cidadão do presidente da câmara, Moabe Soares

Miguel Soares - agricultor e empresário recendo o título de honra ao mérito do presidente da câmara Moabe Soares

Antoano - recebendo o título d honra ao mérito da vereadora Netinha 

Marília - Contadora recenbendo o título de cidadã serramelense da Serra do Mel da vereadora Netinha
Chico Cruzeta - agriculto recebendo o título de cidadão serramelense do vereador Jeú Costa

Souza - dep. estadual recebendo o título de honra ao mérito do vereador Jeú Costa

Rômulo - empresário recebendo o título de cidadão serramelense do vereador Vandré Veras

Paulo Constatino - agricultor recebendo o título de honra ao mérito do vereador Vandré Veras
Sérvulo - comerciante e servidor público recendo o título de honra ao mérito do vereador França

Cleiton Galvão - marinheiro recebendo o título de cidadão serramelense do vereador França
Tico Gordo - agricultor recebendo o título de honra ao mérito do vereador Ângelo Biu 

Umberto - coronel recebendo o título de cidadão serramelense do vereador Ângelo Biu

Irmã Lúcia - servidora pública recebendo o título de cidadã serramelense do vereador Cione Filho

Salvador - ex-secretário recebendo o título de honra ao mérito do vereador Cione Filho

Moardo - ex-vereador recebendo o título de cidadão serramelense do vereador Benigno Moura

Marcos Maciel - ex-vereador recebendo de honra ao mérito do vereador Benigno Moura

Sales - agricultor (representado) recebendo o título de honra ao mérito do vereado Tiago Freitas

Padre José Ventureli - recebendo o título de cidadão serramelense do vereador Tiago Freitas

Parabenizamos a direção da Câmara Municipal de Serra do Mel pela brilhante organização da sessão solene que homenageou 18 cidadãos/cidadãs de bem que foram agraciados com os títulos de cidadão de Serra do Mel e de honra ao mérito.