Páginas

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Vereador Moabe Soares (PR) inicia o mandato com a responsabilidade de presidir a CCJ na Câmara


PODER

Apesar de iniciar seu primeiro mandato como vereador, o jovem Moabe Soares (PR), de apenas 19 anos, tem pela frente uma grande responsabilidade: presidir a principal e mais importante Comissão da Câmara Municipal - a Comissão de Constituição, Justiça, Redação e Orçamento.

A conhecida CCJ, uma abreviatura do nome da Comissão, como é mais conhecida nos parlamentos, é a mais importante comissão de qualquer Casa legislativa, visto que, toda e qualquer matéria que passe pela Casa, deve ter o parecer desta Comissão.

Para se ter uma ideia do "Poder de fogo" da Comissão, ela tem a prerrogativa de fazer a análise sobre a constitucionalidade, a legalidade, a redação dos textos das proposições e ainda apreciar toda e qualquer matéria referente aos orçamentos - do Executivo e do próprio Legislativo.

"Apesar da consciência do tamanho da responsabilidade, que é presidir uma Comissão tão importante como a CCJ, recebo esse encargo como mais um desafio a ser superado no nosso mandato", diz o jovem vereador. 

Fonte: Blog do Aldo

EEPJA INICIAM AS AULAS DIA 25



As aulas da E E Pe José de Anchieta iniciam na próxima segunda-feira dia 25. A EEPJA atende alunos do ensino fundamental séries finais (do 6º ao 9º ano) e do ensino médio (1ª a 3ª série) no turno vespertino. No noturno, atende alunos do ensino fundamental e ensino médio na modalidade da educação de jovens, adultos e idosos. Este ano, teremos apenas uma turma (1ª série) do ensino médio regular à noite, pois, a maior procura foi para o ensino da eja e ensino regular no vespertino.

Veja a divisão das turmas:
Turno vespertino:
Ensino Fundamental:
6º Ano I;
6º Ano II;
7º Ano U;
8º Ano U;
9º Ano I;
9º Ano II;
Total de turmas: 6 com 198 alunos

Ensino Médio:
1ª Série I;
1ª Série II;
1ª Série III;
2ª Série I;
2ª Série II;
3ª Série I;
3ª Série II;
Total de turmas: 8 com 290 alunos
Total do turno: 488 alunos
Turno Noturno:

Ensino Fundamental - EJA:
3º Período U;
4º Período I;
4º Período II;
5º Período I;
5º Período II;
Total de turmas: 5 com 142

Ensino Médio - EJA:
1º Período I;
1º Período II;
2º Período U;
3º Período U;
Ensino Médio Regular:
1ª Série U;
Total de turmas: 5 com 132 alunos;
Além dessas turmas à noite, temos mais duas turmas da educação do campo que iniciou no final de 2012 e uma turma de EJA, séries iniciais na Unidade de Ensino da Vila Sergipe e quatro turmas de ensino fundamental séries finais na Unidade de Ensino da Vila Paraná.
Estes números apresentados ainda não são definitivos, pois a escola ainda espera mais de 150 alunos regularizarem e/ou renovarem suas matrículas na primeira semana de aula, principalmente a clientela da educação de jovens, adultos e idosos.
PREPARATIVOS:
Durante estas últimas semanas a correria tem sido muito grande na EEPJA, gestores, coordenadores, apoios pedagógicos e secretários tem trabalhado constantemente para organizar e preparar o início do ano letivo 2013.
Na semana passada a equipe gestora/pedagógica realizou a jornada pedagógica intitulada “Escola: Diálogo, saberes e fazeres a luz do projeto político pedagógico” no dia 14 durante o dia e no dia 15 o planejamento bimestral para o inicio das aulas. Na última quinta-feira dia 21, a EEPJA realizou com o apoio da 12ª DIRED (Diretoria Regional de Educação) uma formação voltada para os professores que vão lecionar na a educação de jovens, adultos e idosos. A formação foi ministrada pela professora especialista Maria Edileuza da 12ª Dired. Esteve visitando a escola nesta mesma tarde a professora Zilma Maria, responsável pelo Projeto Correção de Fluxo, ao qual existe uma turma deste programa na unidade de ensino na Vila Paraná. Nesta mesma equipe, veio acompanhar o trabalho desenvolvido pela secretaria escolar da EEPJA, a professora Alvanete que fez algumas orientações à secretária geral, professora Ana Paula Dantas.
Infraeestrutura:
Desde o inicio do ano a direção vem trabalhando na recuperação física da frente da escola e do setor administrativo que é composto por direção, secretaria, arquivo passivo, digitação, apoio pedagógico, sala de professores, depósitos de matérias didáticos/expediente e de material de limpeza e banheiros para funcionários.

Além desta recuperação a gestão adquiriu cadeiras novas para a sala dos professores e novos birôs com cadeiras para a sala do apoio pedagógico. As salas de aulas estão todas equipadas com birôs e cadeiras novas para os professores, onde os mesmos possam ter um melhor apoio para o seu material quando estiver lecionando.
A secretaria escolar também foi beneficiada com a instalação de um computador, uma impressora e um scanner para facilitar o trabalho dos secretários e melhorar o atendimento dos alunos e ex-alunos.
A direção em parceria com o professor de matemática Hildevan Ferreira, instalou o equipamento toque certo, equipamento Este que programa a hora certa do toque para entrada, alternância de aulas, intervalo e final de aula. Agora não depende mais de alguém tocar, ou não se corre o risco de adiantar ou atrasar o toque. Lembrado ainda, que este professor também é o autor do programa de diário virtual e responsável pela manutenção do programa para a realização de horário escolar.  
Lembramos ainda aos estudantes da EEPJA, que até 15 de março chegarão novas carteiras para as salas de aulas, pois as existentes são poucas e estão em condições desfavoráveis.
A EEPJA também realizou a manutenção e/ou reposição da iluminação escolar e dos ventiladores das salas de aulas.
Quanto a livros, merenda e transporte escolar já estão providenciados.
Mais Educação
Os gestores estiveram esta semana com a coordenação do programa a nível de DIRED, professora Socorro Bezerra, e a mesma está aguardando a liberação dos recursos do MEC, e garantiu que até agosto iniciarão as atividades do Mais Educação em todas as escolas contempladas em 2013.
“Que todos os alunos, novos e veteranos sejam bem vindos a mais um ano letivo que se inicia, estamos a inteira disposição dos educandos e seus pais para fazer acontecer o processo ensino-aprendizagem nos  jovens, adultos e idosos serramelenses. Abrir as portas da EEPJA é como abrir o meu coração para construirmos juntos o saber que devem ser compartilhado com todos e para todos.” Prof. Roberto de Araujo.

Fonte: Blog da EEPJA

NOTA DO BLOG: 
Resgistramos aqui o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo prof. Roberto de Araujo, diretor desta instituição e desejamos sucesso a todos que fazem parte da comunidade escolar da Pe Anchieta.


21 de abril: Nove anos da morte de Cortez Pereira

DO JORNAL DE FATO

Registro que deve ser feito: hoje, 21 de fevereiro, completa nove anos da morte do ex-governador Cortez Pereira. Ele morreu nesta data, em 2004, aos 80 anos de idade, depois de uma prolongada internação em virtude de uma pneumonia.
Filho de Vivaldo Pereira Araújo e Olindina Cortez Pereira e nascido em Currais Novos no dia 17 de outubro de 1924, Cortez Preira foi governador biônico do Rio Grande do Norte de 1971-1975. Antes, em 1962, ele foi eleito primeiro suplente do senador Dinarte Mariz, pela UDN.
Filiado depois à Arena foi escolhido governador pelo presidente militar Emílio Garrastazu Médici em 1970, precedido por Walfredo Gurgel.
Ao final de sua gestão o governo potiguar foi entregue a três membros da família Maia: dois por indicação: Tarcísio e Lavoisier e um por via eleitoral: José Agripino, numa sequência interrompida apenas em 1986, com a eleição do governador Geraldo José de Melo, hoje no PMDB.
Cortez Pereira durante o seu governo implantou o modelo de reforma agrária com 22 vilas da Serra do Mel, que depois foi transformada em município e ele, Cortez, eleito prefeito. Serra do Mel também foi governada por um filho seu, Cortez Júnior.
Cortez Pereira era formado em Filosia e em Direito pela Universidade de Pernambuco. E casado com a professora Aída Ramalho.
NOTA DO BLOG: O autor da matéria comete um equívoco quando diz que Cortez Pereira foi o primeiro prefeito, quando, na verdade, foi seu filho, Cortez Júnior. 

Leia artigo do escritor Honório Medeiros sobre Cortez Pereira:
“Conheci Cortez Pereira pessoalmente quando, Presidente do Centro Acadêmico do curso de Direito, convidei-o para proferir palestra acerca das relações entre marxismo e jusfilosofia em um dos seminários que nós regularmente promovíamos. 

Na ocasião, dentre as críticas ao marxismo por ele esgrimidas estava a do descompasso entre as previsões de Marx quanto ao surgimento da revolução socialista na Inglaterra – único país, naquela época, que cumpria a necessária etapa do aprofundamento das contradições da classe burguesa através da revolução industrial, e o fato de o processo revolucionário ter acontecido na Rússia feudal. Perguntei-lhe se a teoria de Lênin acerca da tensão revolucionária queimar a etapa da ascensão da burguesia não seria correta, ao que ele me redargüiu que a tese carecia de comprovação histórica.
Aída Ramalho e Cortez Pereira (anos 70)


É difícil explicar nosso fascínio juvenil por Cortez Pereira, pois ele era um liberal e havia sido Governador através do Movimento de 64 enquanto nós, no verdor de nossa carreira intelectual, ávidos para salvarmos o Brasil e o mundo, pertencíamos a algum dos matizes da esquerda tupiniquim. Talvez a sombra de sua retórica envolvente, misto de conhecimento técnico e arroubo poético, o eco de sua difícil e romanesca vitória no concurso para professor de Introdução ao Estudo do Direito da Universidade Federal, suas memoráveis defesas de projetos e programas de Governo e, principalmente, sua imolação no altar da ditadura, através de uma cassação hipócrita, tivesse construído essa aura de respeito que lhe tributávamos.

Pouco depois, ainda no tempo em que todos os cursos da Universidade Federal colavam grau juntas e o orados das turmas concluintes era escolhido por concurso, nós o tivemos como paraninfo – salvo engano a primeira homenagem pública pós-cassação. Quando terminou de nos falar pediu ao cerimonial que me trouxesse a sua presença para confirmar se eu, “de fato, pelo que pude perceber do seu discurso, não era mais marxista”. Disse-lhe que estava em fase de transição, ele me abraçou dizendo baixinho: “também eu sonhei seus sonhos”.

Entretanto, o mais emocionante dos momentos que vivi através de Cortez Pereira ocorreu quando assisti seu depoimento em “Memória Viva”. Várias vezes meus olhos se encheram de lágrima – uma delas mais intensamente: ele nos contava, aos seus interlocutores e espectadores, qual o instante mais intenso que vivera no Governo, aquele no qual, no final de uma tarde, pleno pôr-do-sol, arriou a Bandeira do Brasil do seu mastro saudado por quase uma centena de cantadores de viola que tinham vindo até o Palácio Potengi prestar-lhe uma homenagem.

Agora, na maturidade, ainda permaneço fascinado pela concepção estratégica de seu plano de governo e sua capacidade de agregar valores humanos no seu entorno. Tão importante é sua contribuição, nesse aspecto, que ela permanece como referência aos políticos e administradores públicos.

Honro sua memória com essas lembranças quase esmaecidas e o respeito que alguém intelectualmente superior sempre nos suscita, quaisquer que tenham sido seus erros.”

Fonte: Blogo do Aldo

Câmara realiza 1ª Sessão Legislativa com eleição de Comissões e posse de novo suplente


PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA

Teve início neste quinta-feira, os trabalhos legislativos da Câmara Municipal de Serra do Mel, para o 1º Período Legislativo de 2013.

Nesta primeira sessão ordinária, a Câmara Municipal deliberou sobre vários pontos, como:  A escolha do 2º Vice-Presidente da Casa, que ficou com o edil Flávio Vicente (PSD); a votação para a escolha dos 3º e 4º Secretários, que ficou com os Vereadores Moabe Soares (PR) e Mércia Costa (PMDB), respectivamente.

Também foram escolhidos os líderes de bancadas.  Na bancada da oposição, o líder será o experiente vereador Zé da Pipa (PTB).  Já na bancada da situação, o líder é a vereadora Lívia Azevedo (PP).

Na sessão de hoje, também houve a formação das Comissões da Casa, que ficararam assim constituídas:

Comissão de Constituição, Justiça, Redação e Orçamento:
Presidente: Ver. Moabe Soares (PR);
Relatora: Ver. Lívia Azevedo (PP);
Membro: Ver. Castro Júnior (PT).

Comissão de Saúde, Educação e Assistência Social:
Presidente: Ver. Lívia Azevedo (PP);
Relatora: Ver. Mércia Costa (PMDB);
Membro: Ver. Juninho Maia (PPS).

Novo Vereador:
Antes mesmo que se iniciasse o cumprimento da Pauta do Dia, o presidente Vandré Veras (PMDB), deu posse ao 1º suplente de Vereador, Irmão Oliveira (DEM), que substituiu a vereadora Erivaneide (PP).

A vereadora pediu licença do cargo, para tratamento de assuntos particulares, conforme faculta o Regimento Interno da Câmara.

Assim, a Câmara Municipal de Serra do Mel inicia seus trabalhos legislativos com a presença de dois suplentes de vereador. A vereadora Mércia Costa (PMDB) já ocupa vaga na Casa, desde o dia 1º de janeiro, com a ascenção do presidente da Câmara, Ver. Fábio Bezerra, para a interinidade do Poder Executivo.  E, a partir de hoje, o 1º suplente Irmão Oliveira (DEM), ocupa a vaga temporariamente deixada pela vereadora Erivaneide, que concorrerá à vaga de vice-prefeita, na chapa do prefeito interino Fábio Bezerra (PMDB).

Fonte: Blog do Aldo

Rosalba Ciarlini afirma que pela primeira vez terá condições de fazer investimentos


Durante a leitura da mensagem anual na Assembleia Legislativa, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) afirmou que pela primeira vez desde que assumiu terá condições de fazer investimentos. "Começamos o terceiro ano da nossa gestão sob o signo do otimismo", frisou.
Ela explicou que para chegar a esse ponto foi preciso encarar uma série de problemas e ter coragem para encarar o desgaste de medidas impopulares. "Somente a partir de janeiro de 2012, após um longo esforço, conseguimos passar a captar recursos e buscar formas de financiamentos", destacou.
A chefe do Executivo estadual destacou que reduziu os custos com diárias. Assunto que vem sendo alvo de muitas críticas na mídia natalense. "Nosso esforço desde o princípio é o da austeridade. Nas despesas com diárias de servidores, comparando 2010 com o 2012, chegamos a uma redução de R$ 9 milhões", destacou.
Sobre os recordes de arrecadação com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Rosalba disse ser fruto de investimentos no setor tributário. "Nos deparamos com um cenário nacional e internacional de desaleceração, mas mesmo assim a arrecadação de ICMS aumentou. O aumento foi superior ao da atividade econômica. Isso é fruto do esforço pela melhoria da arrecadação estadual. Também diminuímos os custos, fechando postos de arrecadação que se tornaram obsoletos", lembrou.
No entanto, ela disse que ainda há problemas na arrecadação por perdas no Fundo de Participação dos Estados e na Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (Cide). "O crescimento da arrecadação de ICMS não foi suficiente com as perdas em outras receitas. Os restos a pagar de 2012 foram de mais de R$ 300 milhões porque tivemos uma frustração de receitas de R$ 384 milhões sobre o Fundo de Participação dos Estados e a Cide. Ainda sofremos o efeito da estiagem", acrescentou.
Ela disse que a folha de pagamento tem crescido acima da arrecadação. "Houve um crescimento vegetativo da folha em 14,65%. Também contratamos médicos, policiais, professores, agentes administrativos. O crescimento nominal das receitas foi de 9% e inferior às despesas com folha de pessoal e outras despesas", frisou.
Outra lamentação foi a de que ela tem encarado decisões judiciais para cumprir planos de carreiras dos servidores. "As decisões judiciais estão obrigando a pagar dívidas passadas e a aplicar reajustes de planos de carreiras sem previsão de receitas", destacou.
A governadora comemorou o fato de o Rio Grande do Norte ter evoluído no ranking da transparência. "O compromisso do Governo do Rio Grande do Norte foi aprovado pela OnG Transparência Brasil em que o Governo do Rio Grande do Norte subiu 14 posições. Agora estamos em 11ª. Isso orgulha a todos nós por ser um ranking da democracia", concluiu.
“Estamos longe de uma situação confortável”, diz governadora
Apesar do tom de superação de dificuldades, a governadora disse que a situação do Rio Grande do Norte ainda é difícil. "Estamos longe de uma situação confortável, mas estamos no caminho certo. Ainda estamos em fase de ajustes, mas já temos bons resultados a apresentar", destacou.
Em tom de virada, Rosalba disse que a partir de 2013 o Rio Grande do Norte estará restabelecendo parcerias com o Governo Federal. "Estamos melhorando a governança pública e modernizando o Estado. Estamos enfrentando problemas antigos e superando as novas adversidades. Estamos investindo em bons projetos e assim conseguimos restabelecer parcerias com o Governo Federal, investindo em projetos estruturantes, preparando o Estado para o futuro", frisou.
O governo anterior não foi esquecido por Rosalba. Ela disse que se dedicará à conclusão de obras paralisadas. "Nos debruçamos em cada um dos projetos paralisados. Vamos acabar com essa cultura de que não se acaba projetos de uma gestão anterior. Tivemos que refazer projetos e cancelar licitações", acrescentou.
Ao falar de infraestrutura, Rosalba declarou que faz muito tempo que não se realiza uma grande obra de infraestrutura no Estado."Desafiamos qualquer um a dizer qual foi a última grande obra de infraestrutura. Mas conseguimos tocar os projetos estruturantes destinados a preparar o Rio Grande do Norte para o seu futuro. Assegurar a execução de projeto que corre há mais de uma década nas gavetas é uma obsessão deste Estado. E isso só consegue quando se trabalha com seriedade incontestável, além de vontade política. Ao longo dos últimos anos não nos faltaram seriedade, planejamento e diagnóstico", relatou.
Sobre esse aspecto ela disse que a grande obra de infraestrutura que está por vir é o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, que está sendo acelerada. "Mesmo não fazendo parte do governo da presidenta Dilma conseguimos o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. Quero aqui agradecer à bancada federal por essa ajuda", afirmou.
Fonte: Jornal O Mossoroense

Rosalba faz leitura de mensagem na AL e justifica dificuldades do Governo

Na abertura solene dos trabalhos de 2013 da Assembleia Legislativa, o presidente da Casa, Ricardo Motta (PMN), iniciou a cerimônia passando em revista às tropas da Polícia Militar, na Praça 7 de setembro, em frente ao Legislativo, antes de adentrar à Assembleia.

No plenário, o deputado iniciou a sessão, convidou autoridades à mesa e, neste momento, a governadora Rosalba  Ciarlini (DEM) faz leitura da Mensagem Anual do Executivo, fazendo balanço de ações e justificando dificuldades do Governo do Estado.
Segundo ela, o aumento de 14% da arrecadação com Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em 2012 não foi suficiente para fazer frente às despesas, situação agravada pelo crescimento de 5% da folha de pessoal do Executivo, seca, reajustes de saalários, entre outros.
Prestigiam a leitura da mensagem 17 deputados estaduais, secretários de Estado, representantes do Judiciário, Ministério Público, Forças Armadas e outras autoridades.
Fonte: Jornal O Mossoroense

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Câmara Municipal iniciará trabalhos legislativos na próxima quinta-feira, dia 21


BIÊNIO 2013/2014
 
A Câmara Municipal de Serra do Mel dará início aos trabalhos legislativos de 2013, a partir da próxima quinta-feira, dia 21 defevereiro.
 
Regimentalmente, os trabalhos deverão iniciar-se a partir do dia 15 de fevereiro.  Porém, conforme o Regimento Interno da Casa, as sessões ordinárias são realizadas nas quinta-feiras.  Assim, como o dia 15deste mês caiu numa sexta-feira, a primeira sessão ordinária será realizada na próxima quinta-feira, ou seja, no dia 21.
 
Esta sessão (a primeira do ano), será marcada pela leitura da mensagem anual do Poder Executivo, além da escolha dos líderes de bancadas, líderes da situação e da oposição, do 2º vice-presidente da Casa, 3º e 4º Secretários da Mesa Diretora, além da composição das duas Comissões da Casa - AComissão de Constituição, Justiça e Redação e a Comisão de Educação, Saúde e Assistência Social.
 
Cada Comissão será composta por 3 Vereadores, sendo um presidente, um relator e um membro.
 
As sessões da Câmara Municipal de Serra do Mel são realizadas, regimentalmente, nas quintas-feiras, às 09:00 horas.

Fonte: Blog do Aldo

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Abertura de estradas melhora acesso às vilas da Serra do Mel



SERRA DO MEL – Os acessos às vilas que interligam o município continuam recebendo benefícios da atual gestão. Além de melhorar as condições de tráfego das estradas, o prefeito interino Fábio Bezerra (PMDB) está investindo na abertura de vias de ligação entre as comunidades serranas.
Na semana passada, a prefeitura, por meio da Secretaria de Infraestrutura, concluiu a abertura de mais uma via de acesso às vilas. O novo trecho contempla as vilas Sergipe e Piauí que a partir de agora estão interligadas por meio da estrada nova construída pelo prefeito “Fabinho”.
Segundo informações oriundas da Secretaria de Infraestrutura, para chegar à Vila Piauí agora existe uma nova alternativa, passando pela rua central da Vila Sergipe. Seguindo por essa artéria no final da mesma surge o acesso à nova estrada que vai até a Vila Piauí.
De acordo com o prefeito “Fabinho”, essa foi mais uma obra executada pelo município com o objetivo de beneficiar os moradores daquelas vilas, que fazem diariamente aquele trajeto. “Com essas obras estamos buscando alternativas para melhorar as condições do tráfego na área rural, visando encurtar distância e facilitar o acesso às vilas”, comenta.
Em seu contato com a reportagem, o prefeito serrano voltou a enfatizar sua luta pela melhoria do abastecimento de água no município. Na semana passada “Fabinho” recebeu no seu gabinete o deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM), cujo teor da conversa foi o problema da escassez de água nas vilas.
Como resultado da visita do parlamentar à Serra do Mel, o prefeito “Fabinho” viajou a Natal para uma nova audiência com a direção da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). A pauta da reunião, mais uma vez, foi a busca de parceria com o município para uma solução para o grave problema da água.

Há pouco mais de um mês à frente do Executivo, o prefeito interino “Fabinho já realizou ações de impacto que vêm surtindo efeito junto à população. Pessoas ouvidas pela reportagem sobre a gestão interina, disseram que o gestor vem surpreendendo, pois nunca se tinha visto em Serra do Mel um prefeito com tanta vontade de trabalhar pela cidade e pelo povo.
Fonte: Jornal O Mossoroense

sábado, 16 de fevereiro de 2013

“Somos simples, humilde, trabalhador e filhos dessa terra”, diz Fabinho



O prefeito em exercício no município de Serra do Mel, Fábio Bezerra “Fabinho” [PMDB], foi o último a discursar na convenção de ontem, 15, realizada na Câmara Municipal.
Fabinho foi escolhido pelos partidos coligados para ser o candidato a prefeito e disse que nos 45 dias como administrador, tem procurado dar continuidade ao trabalho implantado pelo ex-prefeito Bibiano, e, também, atendendo ao anseio das pessoas, principalmente no que se refere a questão da água que tem sido problema crucial no atual momento na Serra do Mel.
Sobre sua candidatura, Fabinho disse que tem uma responsabilidade muito grande que é substituir sua mãe, a Irmã Lúcia, que foi a candidata na eleição passada. Tenho ao meu lado pessoas coerentes, entusiasmadas, aguerridas e, acima de tudo, que querem o bem de Serra do Mel e comigo vão às ruas para levar a mensagem de que a Serra do Mel não pode parar”, disse Fabinho.
Em relação ao que vem se implantando na cidade nesse período e, acredita que será intensificado nos próximos dias, Fabinho disse que não responderá aos ataques. “Sou filho desta terra, de colonos, de pessoas simples e humildes, porém, educadas, que não gostam de baixaria. Quem confia e acredita em Fabinho nos dará, em definitivo, a oportunidade de trabalhar, nos elegendo prefeito no dia 7 de abril.
Fabinho pediu ainda para que os correligionários não entrassem no clima dos adversários. “Nós temos propostas, nós temos uma cidade desenvolvida, nós temos o que mostrar. E é isso que devemos fazer. Conscientizar o povo. Voto limpo, voto consciente, voto da liberdade, voto de quem fez e de quem faz. Voto da esperança e não o do medo”.

Fonte: Blog do Aclecivan

“Vamos representar e valorizar ainda mais os professores”, disse Erivaneide



A vereadora Erivaneide [PP], que comporá a chapa encabeçada pelo prefeito em exercício Fábio Bezerra [PMDB], contou a trajetória desde que recebeu o convite para ser candidata a vice.
Falou dos primeiros momentos após receber o convite e de que primeiro ia consultar sua família para saber se acompanhava em sua decisão.
Após obter a confirmação da família, começou a ouvir lideranças políticas e amigos e todos foram favoráveis que ela fosse a candidata a vice.
Em suas palavras Erivaneide disse que chega para enfrentar uma boa luta, mas que se empenhará para vencer. “Temos condições excelentes para sairmos vitoriosos da eleição no dia 7 de abril. Vamos sim, com os pés no chão fazer uma campanha limpa, propositiva e mostrar que nós que somos filhos dessa terra temos história e potencial para administrar e fazer o melhor por Serra do Mel”, disse Erivaneide, eu seu discurso ontem, 15, na convenção realizada na Câmara Municipal de Serra do Mel.

Fonte: Blog do Aclecivan

Irmã Lúcia agradece votos e diz que está mais fortalecida para pedir votos para o filho



Irmã Lúcia [PMDB], candidata a prefeita na eleição passada, em Serra do Mel, prestigiou a convenção do filho Fábio Bezerra e de Erivaneide na tarde de ontem, 15, na Câmara Municipal.
Chegou ao plenário da Casa acompanhada do filho Fabinho e de Erivaneide e foi bastante aplaudida.
Aplausos que recebeu quando foi discursar e agradecer os votos obtidos na eleição passada.
“Agora não serei candidata, se fosse enfrentaria com a mesma disposição. Porém, vou ser mais disposta ainda por que o candidato é meu filho Fabinho. Estou na luta novamente, renovada e forte, e quero contar novamente com o apoio, a confiança e o voto dos amigos para vencermos a eleição”, disse irmã Lúcia.

Fonte: Blog do Aclecivan

Uma análise real do novo quadro político-partidário para as eleições de 7 de abril


UMA ÓTICA PANORÂMICA

Novas composições, adesões de parte a parte, como fica a ótica do eleitor comum sobre as possibilidades de vitória no novo pleito eleitoral de 7 de abril?

Em que pese a minha natural suspeição na análise, permito-me a fazer uma análise real e sincera do futuro pleito, elencando os pontos positivos e negativos de ambos os grupos:

CHAPA DE OPOSIÇÃO: (D. Francisca/Ceicinha):
Pontos negativos:
1. O grupo e a militância estão certos da vitória; o que chamamos na política "de sapato alto";
2. Perdeu um grande apoio para o grupo adversário - o suplente de vereador Oliveira;
3. O candidato a prefeito não será Manoel Cândido (nome com mais apelo popular).

Pontos positivos:
1. Vai para o embate com vantagem numérica (já ganhou a primeira eleição em outubro);
2. Ganhou duas adesões (Juninho Maia e Paulo Silas);
3. Tem uma militância mais participativa.



CHAPA DE SITUAÇÃO: (Fabinho/Erivaneide):
Pontos negativos:
1. Perdeu os apoios de Juninho e Paulo Silas;
2. Vai para o embate em desvantagem numérica com relação à eleição passada;
3. Ganhou uma adesão contra duas da oposição.

Pontos positivos:
1. Tem um grupo numericamente maior e vai se concentrar no voto de prefeito, bem diferente da eleição passada, quando todos se voltaram para os votos de vereador;
2. Ganhou uma adesão importante (Oliveira);
3. O voto no 15 vale para eleger 5: Elege Fabinho para prefeito, Erivaneide para vice, concretiza 2 dois anos de presidência da Câmara para o vereador Vandré Veras e efetiva os dois suplentes, Mércia Costa (no lugar de Fabinho) e Oliveira (no lugar de Erivaneide). Isso pode ser o diferencial da campanha.

Esse o nosso modesto ponto de vista; respeitando sempre a opinião favorável ou divergente de qualquer cidadão, como é característico do nosso blog.

Fonte: Blog do Aldo

“Lá se planta falsa mudança”, diz Oliveira



Um dos discursos esperados, em Serra do Mel no dia de ontem, 15, era, sem dúvidas do “irmão Oliveira”, [DEM] suplente de vereador, que assumirá a cadeira da vereadora Erivaneide, candidata a vice-prefeita na chapa encabeçada pelo prefeito em exercício Fábio Bezerra.
Oliveira que na campanha passada foi candidato a vereador apoiando a candidatura de Manoel Cândido [PT].
Ele iniciou o discurso dizendo que estava feliz por chegar para uma nova empreitada. “De volta ao grupo e para o bem da Serra do Mel. E a mudança é feita pelas pessoas, porque mudei de palanque, mas não mudei de discurso, até porque quero o melhor para o povo de Serra do Mel”, enfatizou.
Para Oliveira, o povo quer sinceridade e não teatro como estão querendo instalar na Serra do Mel. “Lá tem muita conversa, muita demagogia. É como se o povo fosse obrigado a votar numa falsa mudança”, atirou.
Oliveira disse ainda que o clima na cidade é de já ganhou. “Só que as coisas não funcionam dessa forma. Quero dizer que enquanto uns saem e outros chegam, quem está chegando também pode trazer alguns votos. E vem muita gente da vila São Paulo e quem sabe de outras vilas também”.
Irmão Oliveira foi enfático ao dizer que vem nos próximos dias uma nova campanha, com outra realidade, onde as pessoas são consciente do que plantaram na cidade e que não vão mais cair em conversa mole. “Fabinho e Erivaneide, chego para dizer que estou pronto para lutar com vocês, para buscarmos a vitória, de forma limpa, consciente e sem precisar terrorismo nas pessoas”.

Fonte: Blog do Aclecivan

Realizadas as convenções, situação e oposição já têm suas chapas definidas para 7 de abril


MAIS UM EMBATE



Passadas as convenções partidárias, e, como previsto, apenas duas chapas disputarão o pleito de 7 de abril em Serra do Mel.

Na quinta-feira, 14, o PT referendou a chapa Francisca Cândido/Ceicinha, ambas do próprio Partido dos Trabalhadores.

Na sexta, 15, o grupo situacionista homologou uma nova chapa para o embate, com Fabinho (PMDB) para prefeito e a vereadora Erivaneide (PP) para vice.

Chapas prontas, é hora de novo embate.

O povo com a palavra.

Fonte: Blog do Aldo

Fabinho e Erivaneide forma chapa governista na Serra do Mel



Definido os nomes de Fabio Bezerra o “Fabinho” (PMDB), e Erivaneide Zacarias (PP), como candidatos a prefeito e vice-prefeito respectivamente para disputar as eleições suplementares do dia 7 de abril em Serra do Mel.
A definição dos nomes dos representantes do sistema governista aconteceu nas convenções partidárias realizadas no final da tarde de ontem (15), na sede da Câmara municipal de Serra do Mel.
A coligação que será encabeçada pelo prefeito interino de Serra do Mel é formada por nove partidos. O grupo governista formado pelo: PMDB, PP, PSDB, PR, PV, PSD, PRB, PSL e PTC.
Vale salientar que Fabinho é o prefeito interino do município e filho da ex-candidata a prefeita de Serra do Mel nas eleições de outubro, Maria Lucia Bezerra a “Irmã Lucia” (PMDB) quando foi derrotada pelo então candidato do PT, Manoel Candidato.
O pleito foi anulado em consequência do candidato vencedor não ter efetuou a sua prestação de contas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), nas eleições de 2010, quando disputou uma vaga para Assembleia Legislativa.
Além disso, como os votos anulados de Manoel Candido, Maria Lucia que ficou na segunda colocação não conseguiu totalizar mais de 51% dos votos válidos, o que acabou tornando necessária a realização de nova eleição.
A propaganda eleitoral começa no próximo dia 23 de fevereiro e, nas hipóteses previstas na legislação, poderá ser feita até a véspera do pleito, sendo regulada, no que couber, pela Resolução TSE 23.370/2011 e pela Lei 9.504/97, inclusive quanto aos prazos processuais.
A diplomação dos eleitos ocorrerá até o dia 30 de abril, devendo o juízo eleitoral julgar as contas e publicar a respectiva decisão do candidato eleito até 26 de abril.

Fonte: Jornal de Fato

Presidente da Câmara faz discurso elogiável



O presidente da Câmara Municipal de Serra do Mel, vereador Vandré Veras, fez um discurso muito elogiável.
Foi rápido e certeiro com as palavras. Fez alerta com relação a eleição passada onde entraram de “sapato alto” e que agora precisam se empenhar para vencer as eleições. “Quem anda dizendo que a eleição está ganha são eles lá. Estão de sapato alto. Mas, precisamos alertar ao povo de Serra do Mel que quem fez e faz somos nós que moramos aqui e conhecemos o povo e a cidade”, disse.
Vandré saudou a chegada do suplente de vereador Oliveira, que assume a cadeira da vereadora Erivaneide que entra na disputa como candidata a vice-prefeita.
Vandré disse que Oliveira mesmo não sendo eleito vereador nas eleições passadas, sempre teve candidato a prefeito vitorioso. Citou como exemplo, a eleição de Izete, Bibiano e na passada de Manoel Cândido, mas graças a Deus este último não assumiu”.
Para Vandré, o irmão Oliveira agora se encontra em sua casa. “E aqui, irmão Oliveira, você terá um prefeito eleito e sua cadeira estará garantida como vereador”, exaltou Vandré Veras.

Fonte: Blog do Aclecivan

Convenção de Fabinho lota plenário da Câmara


Em clima de muita euforia, e plenário da Câmara Municipal de Serra do Mel lotado, diferente da convenção na eleição passada, foi realizada na tarde de ontem, 15, a convenção dos partidos coligados da chapa da situação que apresentou os nomes do prefeito em exercício Fábio Bezerra “Fabinho” [PMDB] e da vereadora Erivaneide [PP].
Os discurso ganharam um direcionamento quase único: falar a verdade para que o povo não continue acreditando nas mentiras que foram plantadas na eleição passada e que estão fervilhando novamente.
O primeiro a discursar foi o presidente do PR, advogado Aldo Araújo, que lamentou a saída do ex-candidato a vice-prefeito na eleição passada Paulo Silas que foi apoiar a candidata do PT dona Francisca, esposa de Manoel Cândido.
“Hoje, quem se encontra aqui é porque manteve a palavra digna das eleições passadas. E eu sou um homem da qual não vão me taxar de antiético”, disse Aldo Araújo acrescentando que o PR continua dando apoio ao PMDB, agora tendo como candidato Fabinho e Erivaneide.

Fonte: Blog do Aclecivan 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Nota de esclarecimento do PR de Serra do Mel

NOTA



O Partido da República de Serra do Mel, em razão das últimas informações, amplamente divulgadas nos meios de comunicação, dando conta da adesão do amigo Paulo Silas ao grupo de oposição no município, esclarece conforme abaixo:

Após reunião política ocorrida ontem, 12, outros partidos políticos integrantes do grupo que apoiou os nomes de Irmã Lúcia e Paulo Silas, manifestaram na reunião, a possibilidade de mudança na chapa para a futura eleição em 7 de abril. Por ampla maioria, decidiram por mudar a "cabeça" de chapa e opinaram pelo nome do prefeito interino Fábio Bezerra.

De igual modo, alguns dirigentes de outros partidos, opinaram pela mudança na vaga de vice.

Ato contínuo, o próprio Paulo Silas pediu a palavra e, por óbvio e com razão, reagiu com veemência aos contrários ao seu nome e no mesmo instante se retirou da reunião.

Como não poderia ser diferente, TODOS os membros do PR presentes (Eu - Aldo Araújo, o Vereador Moabe Soares, Miguel Soares e o Professor Roberto) mesmo com a ausência de Paulo Silas - continuamos argumentando pela permanência do nome dele como candidato a vice na chapa, mesmo entendendo que, a partir da desistência de Paulo em ouvir os demais integrantes da reunião, o PR ficou com imensa dificuldade de convencimento aos demais em continuar aceitando o nome de Paulo em razão de seu gesto (sair da reunião).

Por ocasião do impasse, a reunião foi encerrada sem se chegar a uma definição de qualquer nome para vice, porque os membros do PR presentes resistiram ainda em defesa da manutenção do nome (de Paulo).

Logo após o término da reunião, fomos à casa de Paulo Silas, no que informamos sobre a dificuldade enfrentada por nós em "segurarmos" o seu nome, mas que estávamos todos solidários com ele ou que pudéssemos manter um nome do PR na chapa.

Em seguida, ouvimos de Paulo que não mais interessava permanecer no grupo sem o espaço de vice e que iria "para o PT".

Portanto, em razão da decisão tomada pelo amigo Paulo Silas, o PR de Serra do Mel lamenta a perca de um amigo que muito honrou o nosso grupo político, entendendo ser um direito dele em optar por outro rumo político, mesmo que diferente de seu partido.

Particularmente, ao amigo PAULO SILAS, o meu profundo e sincero respeito e compreensão, entendendo sempre que a política é passageira; a amizade não.