domingo, 31 de maio de 2015

Dilma aposta no fim de ‘reinado’ da CBF e nova era para o esporte no Brasil

Como antídoto aos escândalos de corrupção no futebol, o Palácio do Planalto aposta na aprovação pelo Congresso Nacional de medida provisória que abre caminho para uma gestão mais transparente e democrática para os clubes e que, na avaliação de auxiliares da presidente Dilma Rousseff, pode marcar uma nova era para o esporte brasileiro.

Na avaliação palaciana, o escândalo que levou à prisão do ex-presidente da CBF José Maria Marin e de outros dirigentes da Fifa enfraqueceu não só a entidade e a Fifa como também a bancada da bola, mais refratária às mudanças na legislação, no Congresso. O governo acredita que o atual cenário favorece o esvaziamento da CBF, que seria forçada a aceitar as mudanças propostas pela MP do futebol e até deixar de ser responsável pelo Campeonato Brasileiro.

Dilma encaminhou em março uma medida provisória que institui o Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro e permite o refinanciamento da dívida dos clubes com a União – em contrapartida, exige que os clubes cumpram regras de governança e de responsabilidade fiscal e trabalhista.

Os clubes terão, por exemplo, que fixar um período do mandato de presidente e dirigentes, permitindo uma única recondução. Atletas terão direito a votos em órgãos colegiados dos clubes. A MP prevê ainda a criação da Autoridade Pública de Governança do Futebol, que fiscalizará a implantação das medidas.

RELAÇÃO – Ao contrário do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que mantinha relação próxima com os cartolas da CBF, a presidente Dilma Rousseff sempre apostou em um contato mais pragmático e menos pirotécnica. Lula usava o futebol como um instrumento da diplomacia brasileira, distribuindo camisas da seleção brasileira mundo afora. Com Dilma, o relacionamento é meramente protocolar.

Em um outro movimento estratégico, Dilma se distanciou da CBF ao criar um canal de diálogo com o Bom Senso FC, entidade de jogadores que reivindica a adoção do fair play financeiro (punição para clubes devedores) e a adoção de um calendário de jogos mais equilibrado.

“É chegada a hora de discutir e investigar o comando do futebol brasileiro. (…) É hora de democracia e transparência no futebol. Medidas concretas neste sentido estão presentes na MP 671, a MP do Futebol, que refinancia a dívida dos clubes. Por isso, é urgente e necessária a sua aprovação”, disse texto publicado na página oficial do Bom Senso FC na quarta-feira.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, chegou a dizer que é “absolutamente legítimo” o Congresso Nacional abrir uma CPI para investigar a CBF. “O Congresso é autônomo ao tomar suas medidas, é absolutamente legítimo. Sempre que o Congresso decide os representantes do povo decidem bem, portanto, vai tomar a medida que acha correta”, afirmou, evidenciando postura mais incisiva do governo perante a opinião pública sobre a investigação da entidade. O Planalto vê na crise do futebol a chance de virar o jogo a favor da presidente Dilma Rousseff.

Créditos: Portal no Ar

Filho do vice-presidente dos EUA morre de câncer


O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou a morte de seu filho Beau por um câncer no cérebro. Beau Biden tinha 46 anos. Ele deixa a esposa, Hallie, e dois filhos. O filho mais jovem da família Biden era advogado, membro da Guarda Nacional de Delaware e ex-procurador-geral do Estado. No ano passado, ele anunciou que não buscaria um terceiro período como procurador-geral e que planejava concorrer a governador em 2016.
“É com corações partidos que Hallie, Hunter, Ashley, Jill e eu anunciamos o falecimento do marido, irmão e filho Beau, depois de ele ter lutado contra um câncer no cérebro com a mesma integridade, coragem e força que demonstrou a cada dia de sua vida”, disse o vice-presidente, em comunicado divulgado no sábado.
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que ele e a primeira-dama, Michelle Obama, estavam de luto ao lado da família Biden. “Michelle e eu humildemente oramos ao bom Deus que cuide de Beau Biden e proteja e conforte a sua família aqui na Terra”, afirmou Obama.
Beau Biden havia sido hospitalizado no início deste mês no centro médico militar Walter Reed, mas o escritório do vice-presidente não havia revelado qual era o tratamento a que ele se submetia. Em 2010, Beau Biden sofreu um acidente vascular cerebral leve. Três anos depois, foi submetido a uma cirurgia num centro de câncer do Texas para remover uma pequena lesão.
Créditos: nominuto.com

PF identifica quem ameaçou ministro do STF que relata o Petrolão


O relator dos inquéritos sobre os políticos suspeitos de envolvimento com o esquema de corrupção descoberto pela Operação Lava Jato na Petrobras, ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, sofreu ameaças há aproximadamente um mês. A intimidação ocorreu em mensagem enviada por e-mail. 
A equipe de seguranças do Supremo identificou o autor da texto, cujo nome está sendo mantido em sigilo, e enviou um relatório à Polícia Federal. O caso foi encaminhado diretamente ao diretor-geral, Leandro Daiello.
A PF está investigando o ocorrido e, no primeiro momento, tenta saber a motivação do responsável pela mensagem. O inquérito ficará a cargo da Superintendência da PF no Distrito Federal.
No e-mail, o emissor usa palavras para constranger e ofender o ministro. O texto, no entanto, não faz referência à Lava Jato nem a nenhum outro processo específico.
Como relator dos inquéritos sobre políticos, Zavascki conduz investigações sobre 51 pessoas no Supremo, incluindo os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).
Procurado, o STF informou por meio de sua assessoria de imprensa que não comentaria o episódio das ameaças. A assessoria destacou apenas que o tribunal monitora a segurança de todos os ministros da corte e que não há registros de riscos contra eles.
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, viveu situação semelhante há cerca de três meses, pouco antes de apresentar ao STF os pedidos de abertura de inquérito para investigar os políticos.
O Ministério da Justiça informou o procurador, em fevereiro, que haviam sido detectados sinais de risco à sua integridade física. Desde então, a segurança permanente de Janot foi reforçada.
Um mês antes do alerta feito pelo Ministério da Justiça, a casa do procurador-geral em Brasília havia sido arrombada. Na ocasião, os bandidos levaram somente o controle remoto do portão eletrônico do imóvel. 
Créditos: nominuto.com

Luiz Inácio viaja à Itália para falar sobre o combate à fome e à pobreza

tru65u56
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajará, na próxima quarta-feira (3), à Itália para discursar sobre o combate à fome e à pobreza. Ele vai proferir, em Milão, na sexta-feira (5), a Conferência Magna da sessão de encerramento do Fórum de Ministros da Agricultura na Expo Milão 2015.
Lula participou, em fevereiro e por teleconferência, de evento preparatório da Expo Milão realizado em fevereiro deste ano, com a presença do primeiro ministro italiano, Matteo Renzi. O evento tem como tema “Para além da Expo Milão 2015: a agricultura para alimentar o planeta”.
No sábado (6), o ex-presidente fará a Conferência McDougall, na abertura da 39ª Conferência da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).
A conferência foi instituída em 1958, em homenagem a Frank L. McDougall, um dos fundadores da organização. Em 2013, a palestra foi ministrada pelo Prêmio Nobel Amartya Sen.

Além disso, no domingo (7), Lula palestrará para estudantes secundaristas italianos no evento “Rome 4 the Planet” (Roma para o Planeta), realizado pela Prefeitura de Roma.
Neste evento, o tema da conferência do ex-presidente será “Participar para mudar: empenho civil contra a pobreza e a desigualdade”.
Na quinta-feira (4), antes de seguir para Milão, Lula se encontrará com o primeiro ministro Matteo Renzi, em Roma. O ex-presidente retornará ao Brasil no domingo (7).

ABC bate o Santa Cruz fora de casa e assume sexta colocação da Série B

O ABC se aproximou do G-4 do Campeonato Brasileiro da Série B ao derrotar o Santa Cruz, por 1 a 0, em jogo disputado na noite desta sexta-feira (29), no Estádio Arruda, em Pernambuco.
O atacante Kaike fez o único jogo da paetida, aos 26 minutos do primeiro tempo. O técnico Gilmar Dal Pozzo marcou a sua estreia com vitória.
Com a vitória, o alvinegro natalense chegou aos sete pontos e assumiu a sexta colocação.  O ABC voltará a campo na terça-feira (2). O adversário será o Bragantino/SP, no Estádio Frasqueirão. A partida está marcada para as 19h30.

OUTROS JOGOS DA 4a RODADA
Ceará 1 X 1 CRB
Bragantino 0 X 1 América-MG

Povo tem que aguardar ajuste e ter compreensão, diz Michel Temer

Articulador político do Palácio do Planalto, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) admite que o governo cometeu "equívocos" no primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, mas pede um ano de "compreensão" à população para que as medidas de correção da política econômica tenham resultado.
"O grande problema é quando você não confessa o equívoco", disse em entrevista à Folha na sexta-feira (29), um dia após a aprovação pelo Congresso das medidas provisórias do ajuste fiscal. "Mas eu sou governo e estou reconhecendo os equívocos."
Entre eles, Temer cita as chamadas pedaladas fiscais, o uso de bancos públicos para pagar despesas do Tesouro e arrumar as contas do governo. "Mais um equívoco, que tem de ser confessado", disse, ressalvando que foram praticadas também pelos antecessores de Dilma.
Prestes a completar dois meses como articulador das relações com o Congresso, Temer diz que passou a dormir cerca de quatro horas por noite para dar conta da função. A seguir, trechos da entrevista com o vice-presidente, concedida em seu escritório em São Paulo.
Folha - Qual a situação que o sr. encontrou ao assumir a articulação política do governo?
Michel Temer - Assumi essa posição em face do pleito da presidente. Eu senti que não poderia recusar, sob pena de entenderem que eu não queria colaborar. Assumi com muita preocupação, porque havia, sem culpa de ninguém, uma certa desarticulação.
Certa?
É, "certa" é por conta do meu estilo [risos].
Existe hoje um certo desencanto do eleitor, que não se sente representado nem pelo Congresso nem pelo governo.
Concordo. Daqui a três anos tem-se a oportunidade democrática de modificar inteiramente. Se o sujeito votou em fulano para deputado e ele não satisfaz, o engano é do eleitor. Se a gente não tiver coragem de começar a lidar com conceitos, você não muda os costumes.
Quem elegeu a presidente Dilma também está insatisfeito.
Há uma decepção, ao meu ver equivocada. O governo vive o influxo das questões internacionais. E está tomando providências. Esse chamado ajuste econômico, fiscal, visa recuperar a economia.
Isso não elimina a ideia da decepção com o governo. O povo tem que aguardar essas decisões do ajuste, verificar como a economia e a política se comportam até o fim do ano para depois fazer uma avaliação definitiva.
É um pedido de trégua?
Estou pedindo compreensão.
Mas a frustração é porque se vendeu um país na campanha e depois ele desapareceu.
Desapareceu em face das dificuldades econômicas, não nos seus programas. Os programas sociais continuam. Não houve abalo aí.
Houve. Mudanças no Fies, no Pronatec, Minha Casa, Minha Vida, PAC...
Houve mudança de rumo, não eliminação. Muitas vezes, tem que reprogramar a economia. Porque pode haver alguns equívocos, e não se pode negar os equívocos. O grande problema é quando você não confessa o equívoco.
Mas o governo é acusado de não admitir os erros.
Mas eu sou governo e estou reconhecendo os equívocos.
E quais são eles?
No final do governo, começou a haver problemas de natureza econômica. Mas eles só vieram à luz depois que nós tomamos posse. Não significa que houve uma falsidade durante as eleições.
O sr. acha que as pedaladas fiscais foram um equívoco?
As pedaladas fiscais, a primeira notícia que tenho, não é justificativa, sempre se verificaram em todos os governos. Em segundo lugar, foi para estabelecer uma certa credibilidade do governo.
Mas tirou...
Mais um equívoco, que tem que ser confessado. Fruto dos costumes políticos do país.
No Congresso, setores do governo não estavam tão comprometidos com o ajuste, principalmente os ligados ao PT.
Nós sabemos como é. Se não desse certo, essas medidas provisórias e [a indicação para o STF do ministro Luiz] Fachin, as pessoas iam dizer, sabe quem é o responsável? É o PMDB, é o Temer. Eu disse: 'Isso eu não vou topar e não aceito'. Tinha pessoas trabalhando contra.
Quem?
Alguns setores titubearam logo na primeira votação. Fui buscar votos na oposição, que ajudaram a ganhar. Agora, comecei a ver nesta semana gente do governo dizendo que se caísse medida provisória 664 não teria importância...
Gente do governo...
Exatamente. Precisei falar com a presidente. Disse a ela: 'Eu não quero ser responsabilizado, porque sinto titubeio do governo em relação às medidas do ajuste'. Aí ela disse: 'Tenho certeza que você vai conseguir, vai ganhar'. Ela sempre me prestigia. Depois daquilo todo mundo passou a trabalhar junto.
O PT não gostou.
Mas o governo gostou. O pior era o PT gostar e o governo não ter sucesso.
Créditos: nominuto.com

Poucos estados e municípios entregaram planos de educação

Falta pouco menos de um mês para o fim do prazo a fim de que os estados e municípios tenham os próprios planos de educação sancionados. Para entidades que representam os entes federados, o prazo não será cumprido por todos. Entre os estados, três sancionaram os planos: Maranhão, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Quanto aos municípios, dos quase 5,6 mil, só 151 têm planos sancionados. As informações são do site Planejando a Próxima Década do Ministério da Educação (MEC).
Os planos estaduais e municipais de educação estão previstos no Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado no ano passado pela presidenta Dilma Rousseff. Ele traça metas para serem cumpridas nos próximos dez anos. As metas vão desde a inclusão de crianças e adolescentes na escola até a pós-graduação. Trata ainda da valorização do professor e dos investimentos em educação, que até 2024 deverão ser de, no mínimo, o equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB). Atualmente o investimento na área é 6,6%. 
Pela lei, os planos locais têm até o dia 24 de junho para serem sancionados. O prazo é o primeiro estipulado no PNE. Os planos municipais e estaduais devem, de acordo com a realidade local, estabelecer estratégias para o cumprimento de cada uma das metas do PNE. Eles têm liberdade, inclusive, para avançar nas metas caso elas estejam superadas. 
A situação mais crítica é entre os municípios. "Não vamos cumprir em todos os municípios", disse a presidenta da União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Cleuza Repulho. "Mas quero deixar claro que é muito importante que esses planos reflitam a realidade. Muito mais que prazo, é a importância que os planos têm na execução, que sejam feitos com a discussão ampla, com a participação de todo mundo, para refletir a realidade".
Segundo ela, mesmo após o fim do prazo, a Undime continuará trabalhando com os municípios para que todos tenham os planos aprovados. 
Para constituir os planos, o MEC estipula fases. A primeira é a constituição de uma comissão coordenadora, depois, produzir um diagnóstico da educação na localidade, a elaboração de um documento-base, consulta pública e elaboração de projeto de lei. O projeto é então enviado ao Legislativo, aprovado e sancionado. 
Entre os municípios, um não tem sequer comissão coordenadora instituída;  só 531 instituíram a comissão e 1.049 concluíram apenas o diagnóstico. Os demais avançaram na elaboração do documento-base (1.560), fizeram consulta pública (1.185), têm o projeto de lei elaborado (505), enviaram o projeto ao Legislativo (534) e apenas 54 aprovaram a lei e 151 a sancionaram. 
Entre os estados, a expectativa é que até o fim do ano todos os planos estejam em vigor, segundo o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Eduardo Deschamps. "Temos um número significativo de estados que estão concluindo seus planos para remeter às assembleias legislativas. Eu acho que o número de estados que terão os planos aprovados até o dia 24 de junho vai ser reduzido, mas entre os que estarão com os planos nas assembleias legislativas, teremos um número significativo. Todos os estados estão trabalhando fortemente para isso", informou. 
Todos os estados têm pelo menos o documento-base elaborado. Dois, o Rio Grande do Sul e Paraná, além do Distrito Federal avançaram até o envio dos projetos ao Legislativo. Rondônia tem o projeto aprovado, mas ainda não sancionado. 
Como o prazo está em lei, de acordo com o MEC, ele não será adiado, a não ser que se altere a lei. Em entrevista, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, ressaltou que o MEC "não quer que os estados e as prefeituras se sintam coagidos com o prazo e acabem comprando um plano pronto de educação, que não vai emanar de uma discussão da sociedade. O mais importante é a sociedade se mobilizar e discutir o que quer para a educação”.
Créditos: nominuto.com

América perde para o ASA em Alagoas e sofre primeira derrota na Série C



O América viajou para Arapiraca, em Alagoas, com a esperança de vencer o ASA, no estádio Coaracy da Mata, mas não conseguiu. Em duelo válido pela terceira rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, o Alvirrubro perdeu por 3 a 0 e conheceu a primeira derrota na competição. Uederson, duas vezes no primeiro tempo, e Marcos Antônio, na etapa complementar fizeram os gols do jogo.

Com o revés, a equipe potiguar permaneceu com quatro pontos e caiu da segunda para a quinta colocação, deixando o G4 do Grupo A. O time alagoano chegou aos cinco pontos e assumiu a terceira colocação da chave.
Na próxima rodada, a quarta do certame, o América enfrenta o Salgueiro-PE, na Arena das Dunas, no domingo (7), às 19h. Simultaneamente, o ASA terá pela frente o Fortaleza-CE na Arena Castelão.
Gol relâmpago
O ASA não deu tempo para o América pensar em atacar. Com menos de um minuto, no primeiro ataque da equipe alagoana, Chiquinho avançou pela direita e cruzou na medida para Uederson bater cruzado e abrir o placar no Coaracy da Mata: 1 a 0.
Após sofrer o gol, a equipe americana foi em busca do empate e quase conseguiu aos 4 minutos. Álvaro lançou Thiago Potiguar, que finalizou em cima da marcação e a bola saiu perto da trave.
Em busca da igualdade, o Alvirrubro teve a chance do empate em cobrança de falta, aos 15 minutos, mas Régis mandou em cima da barreira. Na sobra, Max ficou com a bola, porém o goleiro fez o corte. Com a vantagem no placar, o ASA se fechou no campo de defesa e os rubros dominaram a posse de bola, mas sem levar perigo real ao goleiro Pedro Henrique.
Até que, aos 28 minutos, Cascata recebeu na ponta esquerda, cortou para o meio e arriscou de fora da área, a bola fez uma curva e passou perto da trave, quase o empate. A resposta alagoana veio no minuto seguinte. Após escanteio, Valdanes dominou no peito e bateu forte, em cima da marcação.
O primeiro tempo se encaminhava para o fim, quando, aos 40 minutos, Uederson recebeu passe na ponta esquerda, invadiu a área e chutou forte, sem chances para Busatto. 2 a 0 a favor do ASA.
Placar definido
O América voltou para o segundo tempo com Gilmar e Adriano Pardal nas vagas de Régis e Álvaro. Logo aos 3 minutos, o Alvirrubro criou boa chance. Thiago Potiguar recebeu de Cascata e bateu forte, Pedro Henrique fez grande defesa. Pouco depois, Max rolou para Cascata, que finalizou e a zaga cortou.
Apesar do domínio no início do segundo tempo, o América não conseguiu balançar as redes e ainda viu a situação ficar mais complicada aos 15 minutos. Após bola alçada na área, a defesa rubra afastou e, na sobra, Marcos Antônio pegou de primeira e chutou firme, Busatto nada pode fazer: 3 a 0.
Com a vitória praticamente garantida, a equipe de Alagoas se fechou e passou a explorar o contra-ataque. Já o América seguiu com dificuldade para criar lances ofensivos. Apenas aos 35 minutos, a equipe chegou com perigo. Zé Antônio Paulista recebeu passe de Cascata e chutou forte, Pedro Henrique fez a defesa. Aos 37, Adriano Pardal invadiu a área, se livrou da marcação e finalizou, o goleiro defendeu mais uma vez.
Aos 43 minutos, o atacante Max até conseguiu marcar, mas a arbitragem flagrou o jogador em posição irregular e anulou o gol americano. A partida acabou com a vitória dos donos da casa por 3 a 0.
Créditos: Portal no Ar

Protestos contra terceirização atingem RN e várias partes do país

Centrais sindicais protestam contra o projeto de lei da terceirização e as medidas provisórias de Dilma que restringem benefícios trabalhistas

Trabalhadores ligados ao Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do estado de São Paulo (Sintaema) e à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) bloqueiam Ponte das Bandeiras, em São Paulo (SP), durante protesto na manhã desta sexta-feira (29), Dia Nacional de Manifestações e Paralisações organizado pelas centrais sindicalistas. Foto: Divulgação
Sindicalistas paralisaram o transporte em cinco Estados do país e devem realizar protestos em outros dez nesta sexta-feira contra a terceirização e as medidas provisórias propostas pela presidente Dilma Rousseff para restringir acesso a benefícios trabalhistas – e assim cortar custos. A paralisação organizada pelas centrais sindicais afetou o deslocamento de pessoas principalmente em São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Goiás e Bahia. Agências bancárias e rodovias também foram bloqueadas pelos sindicalistas.
Capitaneado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), entidade ligada ao PT, o Dia Nacional de Paralisações e Manifestações prevê ainda atos no Rio de Janeiro, Distrito Federal, Mato Grosso, Pernambuco, Amapá, Paraná, Rio Grande do Norte, Sergipe e em Tocantins. Também organizam a paralisação a Central dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Brasil (CTB), a Intersindical, os movimentos de trabalhadores sem terra (MST) e sem teto (MTST), além da União Nacional dos Estudantes (UNE) e do coletivo Juntos, ligado ao PSOL.
Na Grande São Paulo, funcionários da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) impediram a circulação das linhas intermunicipais. Na capital paulista, manifestantes bloquearam, por volta das 7 horas, a Praça da Bandeira, onde funciona um terminal de ônibus no Centro, e devem se concentrar ao longo do dia para protestar na Avenida Paulista. Um trecho da Rodovia Anhanguera ficou bloqueado por uma barricada de pneus em chamas, em Cajamar (SP).
Em Porto Alegre (RS), os sindicalistas desrespeitaram decisão da Justiça e não permitiram a circulação do metrô e de linhas de ônibus. Todas as estações de metrô foram fechadas à meia-noite desta sexta-feira em Belo Horizonte (MG), assim como alguns terminais de ônibus da capital mineira. O Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais disse que o metrô ficará 24 horas sem funcionar.
Em Goiânia, as centrais sindicais bloquearam as garagens de ônibus do Eixo Anhanguera e os ônibus só voltaram a circular às 8 horas, após quatro horas de paralisação. Na Bahia, desde as 5 horas, sindicalistas bloquearam o quilômetro 10 da BA-535 (Via Parafuso) e atearam fogo em objetos inflamáveis, o que obstruiu a via. O Sindicato dos Ferroviários e Metroviários da Bahia e Sergipe (Sindiferro) também aderiu aos protestos e o transporte sobre trilhos não funcionou pela manhã.
Créditos: Jornal de Hoje

Deputada Zenaide Maia na Inauguração da AACJAC



A deputada Zenaide Maia, participou na tarde deste sábado (30) de ato inaugural da Associação Agricola da Comunidade de Jurumenha Antonio Cardoso - AACJAC no municipio de Santa Maria distante 67km da capital Natal. O evento que contou com a presença de vereadores, secretários e lideranças das cidades de Santa Maria, Ceará-Mirim, Riachuelo e Guamaré, além de agricultores da região. 

“O trabalho que a Associação desenvolve é digno de admiração e respeito. Os nossos agricultores merecerem que sejam criadas associações como essa, onde o trabalho dos mesmos são fortalecido cada vez mais”, destaca a deputada federal, Zenaide Maia.

João Maia participa da convenção que homologou candidatura de Nilsinho a prefeito de Luis Gomes

Gustavo, Junior do Posto, Nilsinho e Joao Maia
Gustavo Carvalho, Junior do Posto, Nilsinho e João Maia
No dia 05 de julho deste ano os eleitores de Luis Gomes, cidade do Alto Oeste Potiguar voltam às urnas em eleição suplementar para eleger quem administrará a cidade até dezembro de 2016. A cidade está sendo administrada pelo presidente da Câmara Municipal, Francisco Joseilson da Silva (Nilsinho), desde a cassação dos mandatos do prefeito Francisco Tadeu Nunes, e da sua vice, Antônia Gomes Abrantes Barbosa, por abuso de poder político e econômico.
DSC_0945
E durante convenção neste sábado (30) o Partido da República decidiu que o próprio Nilsinho é o nome para disputar as eleições suplementares. Na ocasião também foi aprovado o nome do empresário Júnior do Posto (PR) como o candidato a vice de Nilsinho. Além do presidente estadual do PR, ex-deputado federal João Maia, a convenção contou com as presenças do deputado estadual Gustavo Carvalho, da presidenta do PR Mulher, Shirley Targino, dos prefeitos republicanos Luiz Jairo (Upanema) e Monteiro Neto (Rodolfo Fernandes), além de vereadores e pessoas da comunidade.
DSC_0994
“Não tem administrador competente se não amar o seu povo e a sua cidade. Eu conheço a história de Nilsinho. Filho de agricultores, ganhou a vida vendendo leite de porta em porta, e sabe a dor de cada um. Sabe o que é sustentar uma família, e Nilsinho nunca saiu de Luis Gomes. Aqui passaram pessoas muito valorosas, e que fizeram por Luis Gomes, mas está na hora de Nilsinho, desse que conhece cada um de vocês pelo nome e sobrenome. Até quem é adversário de Nilsinho, o respeita”, destacou João Maia em seu discurso.

Créditos: Marcos Dantas

Servidores estaduais entram em greve no dia 11 de junho


Os servidores estaduais da Saúde decidiram entrar em greve no dia 11 de junho. A assembleia realizada na manhã de ontem, 29, na sede da Simpol, com a categoria, resolveu manter a pauta de reivindicações ao Governo do Estado que inclui reajustes salariais e melhores condições de trabalho.
A direção do Sindicato dos Servidores da Saúde (SINDSÁUDE) deverá ter uma reunião como secretário Ricardo Lagreca e a chefe Gabinete Civil, Tatiana Cunha no próximo dia 3. Se houver avanços nas negociações, uma nova assembleia será marcada.
Eles reivindicam reajuste salarial de 27%, referente a perdas dos últimos anos e ganho real, e isonomia aos aposentados e servidores municipalizados, que estão há quatro anos sem reajuste e acumulam perdas de 61%. Entre os pontos exigidos estão ainda a implantação imediata das mudanças de nível vencidas desde 2012, a tabela de qualificação, um novo concurso público para combater a sobrecarga nos locais de trabalho e a garantia de abastecimento de materiais e medicamentos nos hospitais.
Os servidores pedem ainda o fim dos saques ao Fundo Previdenciário e a retirada do Projeto de Lei Complementar que propõe a criação de uma Previdência Complementar e a redução do percentual de contribuição do estado. O PLC foi enviado no dia 30 de abril e está em análise nas comissões da Assembleia Legislativa. 
Créditos: Gazeta do Oeste

Sec. de Eduação do RN contratará professores recém formados por R$ 900


Salário nada Atraente

Segundo dados da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seec), dos mais de 15 mil professores cadastrados apenas 8.500 estão dando aulas, sendo que os quase sete mil restantes estão afastados ou desviados de função. Estimativa do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte), hoje há um déficit de pelo menos 600 professores na rede estadual de ensino. 


Ainda segundo a Seec, entre os anos de 2013 e 2015, um total de 2.176 professores pediu licença temporária ou se aposentaram. Já 4.500 educadores não estão dando aulas porque ocupam funções administrativas e pedagógicas. Na prática, a falta de professores faz com que os 8.500 profissionais que resistem nas salas de aula tenham que atender a uma demanda de, em média, 256 mil alunos matriculados nas 639 escolas estaduais.

Devido à falta de profissionais para ministrar aulas nas escolas, mesmo após mais de dois meses do início do ano letivo, o secretário estadual de Educação, Francisco das Chagas Fernandes, comunicou que irá convocar emergencialmente 339 professores temporários para ocupar as vagas em aberto.

Outra medida apontada pelo secretário foi ainda a negociação direta entre as direções das escolas e professores recém-formados para ocuparem, de forma interina, vagas em todo o Estado, com salário de R$ 900. O baixo valor da remuneração é justamente o fator apontado como desestímulo ao exercício da profissão, que tem caído entre a preferência dos jovens.

"Quando a comparação é com os demais profissionais com o mesmo nível de escolaridade, a nossa dura realidade mostra a sua face. Nossos salários ainda são a materialização da injustiça contra uma das categorias mais importantes na construção da riqueza material e imaterial do país", disse a coordenadora-geral do Sinte, Fátima Cardoso.

Créditos: O Mossoroense

Saiba o que você precisa fazer para adaptar seu WhatsApp ao nono dígito

unnamed

Com as mudanças que Anatel programou para domingo (1º), quando passam as vigorar as regras do nono dígito, muitos usuários de telefonia móvel se perguntam se será necessário fazer alguma alteração no aplicativo que é febre: o WhatsApp.
A dica para os apressadinhos é que não façam nenhuma alteração no app, pois WhatsApp inclui automaticamente o nono dígito para todos os usuários dos DDDs que passarem pela mudança. A partir de hoje, além de RN, Paraíba, Alagoas, Ceará e Piauí passam pelas modificações.

Ministério Público lança prêmio de jornalismo

jornalismoO Ministério Público do Rio Grande do Norte lança nesta segunda-feira (1º), Dia da Imprensa no Brasil, o III Prêmio de Jornalismo da Instituição. A terceira edição do Prêmio será apresentada pelo Procurador-Geral de Justiça Rinaldo Reis Lima e o Presidente da Associação do Ministério Público (Ampern) em café da manhã aos jornalistas na sede da PGJ, em Candelária, e em Mossoró na sede das Promotorias de Justiça.
Entre as novidades do III Prêmio de Jornalismo do MPRN estão a inclusão de mais uma categoria, a de fotojornalismo, a possibilidade de participação também de estagiários e o incremento da entrevista como peça que pode concorrer ao prêmio.

Brasil precisa de 4 trabalhadores para produzir como 1 americano

Quatro trabalhadores brasileiros são necessários para atingir a mesma produtividade de um norte-americano.A informação é destaque deste domingo (31), na Folha de São Paulo.
A distância, que vem se acentuando e está próxima da do nível dos anos 1950, reflete o baixo nível educacional no Brasil, a falta de qualificação da mão de obra, os gargalos na infraestrutura e os poucos investimentos em inovação e tecnologia no país.
151509

Conselho Gestor da Reserva Ponta do Tubarão escolhe proposta da Uern para elaborar Plano de Manejo



MACAU – Na última semana foi realizada uma reunião do Conselho Gestor da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Ponta do Tubarão para discutir, entre outros pontos, a fundação que irá elaborar o Plano de Manejo e o Zoneamento Ecológico-Econômico da Unidade de Conservação.

Foram apresentadas três propostas, da Fundação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN), da Fundação da Universidade Potiguar (UnP) e da Fundação para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação do RN (Funcitern) da Universidade do Estrado do Rio Grande do Norte (Uern).

Sob a coordenação do professor Rodrigo Guimarães de Carvalho, do Departamento de Gestão Ambiental, o Plano de Trabalho apresentado pela Uern foi aprovado por unanimidade entre os membros do Conselho Gestor.

“A escolha da Uern para o desenvolvimento desse trabalho pode ser creditada a um amadurecimento institucional, desde a qualificação do corpo docente até a criação de uma estrutura administrativa de suporte para esse tipo de convênio”, destaca o professor.

Ele acrescenta que o trabalho será importante para a capacitação de alunos. “Uma das missões da Uern se refere a extensão universitária com apoio a ações voltadas para o desenvolvimento sustentável do Estado do Rio Grande do Norte. Nessa perspectiva, a Uern deve sempre estar próxima da população, contribuindo para a resolução dos problemas socioambientais”, e reforça.

“A discussão sobre o Plano de Manejo e o Zoneamento Ecológico-Econômico da RDS Ponta do Tubarão envolve diretamente o interesse de professores e alunos de cursos como Gestão Ambiental, Biologia, Geografia e do Mestrado em Ciências Naturais, que, com a experiência prática, além de contribuir com a sociedade, podem aprofundar seus conhecimentos teóricos a partir dos trabalhos de campo”, destaca.

“Outra coisa que deve ser levada em conta é o fato de a RDS Ponta do Tubarão ser uma Unidade de Conservação Estadual, gerida pelo Idema, o que torna ainda mais importante o envolvimento da Uern nesse processo”, declarou o professor Rodrigo.

O recurso financeiro será proveniente de uma medida compensatória de um grupo empresarial do ramo das eólicas. Participam da equipe da Uern ainda os professores Ramiro Camacho, Elesbão de Almeida, Betânia Torres e Samylle Ruana.

A iniciativa terá ações de curto, médio e longo prazos. “A Fundação da Uern, a Funcitern, na pessoa do seu diretor-presidente, o professor Wogelsanger Oliveira Pereira, viabilizou essa empreitada junto com a equipe de trabalho da Uern. O Plano de Manejo e o Zoneamento Ecológico-Econômico são instrumentos de planejamento e gestão ambiental que irão determinar as ações futuras, de curto, médio e longo prazos, para a sustentabilidade social, econômica e ambiental da RDS Ponta do Tubarão”, conclui o professor Rodrigo.


Créditos: O Mossoroense

Deputado do PT usou avião de empresário preso em ação da Polícia Federal

Gabriel chega a Cuvelo a bordo do aviao de Bene VA_2.jpg
Aliados do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), viajaram no avião do empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, o Bené, na véspera da ação da Polícia Federal em que foram apreendidos R$ 113 mil suspeitos no bimotor, em outubro do ano passado.As informações da Folha de São Paulo.
Voaram na aeronave o deputado federal Gabriel Guimarães (PT-MG) e seu pai, o ex-deputado federal petista Virgílio Guimarães.Nesta sexta-feira (29), a PF prendeu Bené sob suspeita de associação criminosa. Ele é amigo do governador de Minas e ligado ao PT.Tanto Virgílio como Gabriel foram cabos eleitorais de Pimentel na campanha de 2014. Foto: Divulgação.

Escândalos já derrubaram dez dirigentes da Fifa em cinco anos

Mais de 20% dos dirigentes que fizeram parte do Comitê Executivo, principal instância da Fifa, nos últimos cinco anos acabou afastado ou renunciou ao cargo em meio a episódios de corrupção.A informação é da Folha de São Paulo.
Dos 46 cartolas que passaram pelo órgão desde 2010, nove foram suspensos ou banidos do futebol por comportamentos ilegais. Além deles, o brasileiro Ricardo Teixeira, deixou voluntariamente a função em meio a escândalo que poderia derrubá-lo.

Assembleia promove hoje (31) programa Domingo Melhor


Fim da reeleição para cargos do Executivo não altera quadro político no Rio Grande do Norte


A decisão da Câmara dos Deputados de aprovar emenda à Constituição Federal que acaba com a reeleição para cargos do Executivo (presidente, governador e prefeito) não traz mudanças relevantes no contexto da política potiguar.
É que a medida só vale para os eleitos a partir de 2018. Ou seja: o governador Robinson Faria (PSD) poderá, caso tenha condições eleitorais e políticas, disputar a reeleição.
Em nível municipal a história se repete. O prefeito Francisco José Júnior (PSD) segue com esperanças de garantir na Justiça o direito de tentar mais um mandato. Tudo dependerá de como a Justiça Eleitoral vai se posicionar no próximo ano.
Existem duas correntes: 1) a que entende que ele foi reeleito na eleição suplementar de 2014 (fato entendido pelo então juiz eleitoral Herval Sampaio que não foi objeto de questionamento); 2) a segunda corrente interpreta que o prefeito cumpre um mandato de um período fracionado e por isso tem direito de renovar o mandato no próximo ano.
Em Natal, não há polêmica. O prefeito Carlos Eduardo poderá disputar a reeleição sem qualquer problema, conforme texto aprovado na Câmara dos Deputados.
TRÂMITE
A emenda que acabou com a reeleição para cargos executivos ainda vai ser analisada pela Câmara dos Deputados em segundo turno. Caso a decisão seja confirmada a proposta segue para o Senado.
A reeleição foi instituída em 1997 e o primeiro pleito com essa regra foi disputado em 1998. O primeiro governador reeleito no Rio Grande do Norte foi Garibaldi Filho (PMDB).
A primeira prefeita de Mossoró reeleita foi Rosalba Ciarlini, no ano 2000. Naquele mesmo ano Wilma de Faria também foi reeleita de forma pioneira em Natal.


Créditos: O Mossoroense

Mega-Sena acumula, e próximo prêmio deve pagar R$ 33 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 1.709 da Mega-Sena, realizado neste sábado. Os números sorteados foram: 07, 19, 30, 35, 42 e 47.
Acertaram a quina 102 apostadores, que vão receber cada R$ 26.620,03. Já a quadra teve 6499 apostas ganhadoras. Cada uma vai receber R$ 596,84.
MEGA SENA DA VIRADA  RIO DE JANEIRO  31/12/2013