Páginas

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Equipe de Futebol de Campo da EEPJA Conquistas Vice-Campeonato do JERNS 2016


A equipe de futebol de campo da E E Pe José de Anchieta - campeã dos JERNS 2015, conquistou ontem, 29, o vice-campeonato do  Jogos Escolares do Rio Grande do Norte 2016, no Estádio Leonardo Nogueira o "Nogueirão", em Mossoró/RN.

A equipe dirigida pelo professor John Dehon e formada pelos alunos/atletas Edigleison Marinho, Fellipe Rafael, Cleiton Wesley, Allex almeida, Antônio Messias, Sávio Linhares, Sávio Zacarias, Wandson Thiago, Severino da Silva, Jonas Moura, Rafael Nobre, Jonas Oliveira, Douglas Soares, Erik Maranhão, Alex Nobre, Antonio Marcos, Marcos Antônio, João Víctor, Cleilton Galdino e Allan Lacerda.

O time fez sua melhor campanha de todos os JERNS, ganhou todas as partidas sem tomar nem um gol, totalizando 22 gols, e fez o artilheiro do campeonato com 7 gols - Rafael Nobre.

Mas, ontem, 29, na grande decisão com a E E Eliseu Viana, na qual já tinha jogado na primeira fase com este time e vencido por 4x0, a equipe do caju não conseguiu vencê-los novamente. O placar foi aberto no segundo tempo pela E E Eliseu Viana e com mais de dez minutos o Pe Anchieta empatou, em seguida o artilheiro Rafael Nobre mata no peito e gira um limão no canto esquerdo do gol e balança a rede com um golaço. Mas, infelizmente, em seguida os adversários viram o jogo já no finalzinho da partida e os árbitros apitam decretando o resultado final - Pe Anchieta 1 x Eliseu Viana. E a E E Eliseu Viana conquista o título de campeão, nos restando apenas o título de vice.

Benedito reafirma apoio ao ex-prefeito Bibiano e a França da Maranhão


O Ex-Vereador e maior liderança incontestável da Zona Norte da cidade, Benedito Holanda, da Vila Maranhão, desistiu de ser candidato a vereador pelo PMDB para apoiar o candidato a prefeito da oposição, Josivan Bibiano - PR.

Benedito também decidiu pelo apoio ao candidato a Vereador França, de quem teve total apoio à sua candidatura em 2004.

Em sua decisão, Benedito afirmou o desejo de votar em França, a quem considera como um filho, além de terem grande afinidade dada a relação de amizade que tem com o mesmo há anos.

Em relação ao apoio em definitivo a Bibiano, o líder político concluiu dizendo "Agora, sim. Estou do lado que sempre quis estar.

Márcia Maia defende regulamentação do Uber por geração de renda em Natal

A socióloga e candidata à Prefeitura do Natal, Márcia Maia (PSDB), defendeu investimentos para melhoria da mobilidade urbana para as pessoas na capital potiguar. Nesta segunda-feira (29), ela se manifestou favorável à regulamentação em Natal do serviço de Uber, transporte privado.
“O Uber não deve ser proibido. Deve ser regulamentado. O problema do transporte é muito sério, muito grave em nossa cidade. Dar o poder de escolha ao cidadão vai reduzir custos, melhorar a qualidade e ampliar a oferta do serviço de transporte. Ter uma opção a mais é benefício para a população”, afirmou Márcia.
A candidata destaca que o Uber, inclusive, pode ser bom para o taxista porque abre a possibilidade de o motorista continuar exercendo sua atividade de transporte individual privado sem os elevados custos que ele possa ter para arcar com o taxi, principalmente pelo fato de que muitos deles não são proprietários das concessões de operação dos táxis.
Márcia destacou ainda que diante do constante aumento do número de desempregados no país e no estado, a chegada de uma atividade que pode gerar renda e emprego deve ser vista como uma oportunidade.
“Com a crise econômica que estamos vivendo, por exemplo, os proprietários de veículos podem ter uma renda, ou seja, empregos diretos e isso tem acontecido em todo o mundo”, destacou.
Representantes de cidades como Nova Iorque, Paris, Barcelona, Toronto e Seul se reuniram para discutir as regulamentação da companhia em suas respectivas cidades. Ao todo, são 82 regiões, entre cidades, estados e um país, em todo o mundo.
“Sei que temos que avaliar as consequências para determinados setores, mas isso a gente faz com a regulamentação, o controle que o poder público deve exercer sobre certas atividades para que elas possam ter equilíbrio. Para que haja justiça”, justificou a socióloga.

Fátima classifica julgamento como “tribunal de exceção”

A senadora Fátima Bezerra (PT) utilizou seu tempo de questionamento para sair em defesa da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), durante o julgamento do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).
A senadora disse que não esperava no primeiro mandato na Casa participar de um julgamento que, segundo ela, é um tribunal de exceção.
Durante os cinco minutos aos quais teve direito, a petista defendeu os atos do governo Dilma, disse que não houve crime e afirmou que a biografia da presidente afastada é honesta e de luta.
Sem fazer nenhum questionamento, Bezerra disse que ficará ao lado de Dilma, “em defesa da democracia”.

Governador assina termo com TJ para repasse de R$ 20 mi ao Fundo Penitenciário


O governador Robinson Faria assinou, na tarde desta segunda-feira (29), Termo de Recomposição Creditícia que autoriza o repasse de R$ 20 milhões do judiciário estadual para o Fundo Penitenciário (Fumpern). O montante, fruto de empréstimo celebrado com o Tribunal de Justiça (TJ), será empregado na construção de uma penitenciária com 600 vagas em Afonso Bezerra, região central do Estado.
“Este suporte vem numa hora primordial. Sabemos que hoje o grande clamor da população é por segurança, e há uma relação direta da segurança com o sistema prisional. Esperamos, num intervalo curto de tempo ampliar nosso sistema em quase 2 mil novas vagas”, ressaltou Robinson Faria.
O chefe do Executivo estadual explicou ainda que a obra do novo presídio em Afonso Bezerra está orçada em R$ 25 milhões. Os R$ 5 milhões restantes foram designados pelos Deputados Estaduais do RN, em emendas parlamentares. “Isso mostra que o Legislativo também está sensível a esta situação”, completou.
O Estado terá 36 meses de carência para dar início ao pagamento do empréstimo ao TJRN. Após esse período, pagará em 36 parcelas mensais de R$ 555 mil.

ABC vence Remo e assume liderança do grupo A da Série C

O ABC conquistou um importante resultado na noite desta segunda-feira (29). Jogando no estádio Frasqueirão, o Alvinegro bateu o Remo-PA por 2 a 0, pela 15ª rodada da Série C. Os gols do triunfo foram marcados por Echeverria e Jones, ambos no segundo tempo.
Com o resultado, o ABC assume a liderança do grupo A da Terceirona, com 25 pontos e saldo positivo de sete gols. O Fortaleza-CE é o vice-líder com a mesma pontuação, mas saldo seis.
A etapa inicial foi bastante morna no estádio Frasqueirão. O primeiro lance de perigo aconteceu apenas aos 21 minutos com o ABC. Lúcio Flávio se livrou da marcação e bateu forte de perna esquerda de fora da área. Fernando Henrique apareceu e fez a defesa.
Mesmo com dificuldades para criar boas tramas ofensivas, o Alvinegro seguiu com o domínio da partida. Na reta final do primeiro tempo, a equipe natalense teve duas chances em cobranças de escanteio. No entanto, Nando desperdiçou em ambas as ocasiões.
O segundo tempo começou da mesma forma do primeiro, com o ABC controlando a posse de bola. No entanto, a primeira chegada foi do Remo, em chute cruzado de Levy, aos 2 minutos. Aos 15, Fernandinho recebeu na área, bateu cruzado, mas Edson defendeu.
O time potiguar acordou e foi ao ataque após as entradas de Marrone e Echeverria nos lugares de Filipi e Erivelton. Aos 21, Jones recebeu de Nando, mas foi travado na hora do chute. Na sequência, Echeverria bateu escanteio, Cleiton cabeceou para a defesa de Fernando Henrique.
Melhor em campo, o ABC conseguiu abrir o placar. Aos 32 minutos, Jones mandou lindo passe para Echeverria, que, sozinho, tocou na saída do goleiro. 1 a 0 para o Alvinegro.
Aproveitando os espaços vazios, o Alvinegro ampliou o placar. Nando deixou Jones livre. O camisa 11 avançou, tentou uma vez e parou no goleiro. Na sobra, ele aproveitou e marcou o segundo do ABC, dando números finais ao confronto.
Na próxima segunda-feira (5), o ABC enfrenta o Ríver-PI pela 16ª rodada. A partida será no estádio Albertão, em Teresina, às 19h15.
Ficha Técnica
Local: Estádio Frasqueirão, Natal-RN.
Árbitro: Rudimar Goltara-ES.
Cartões amarelos: Alex Ruan (ABC); Jussandro, Eduardo Ramos, Fernando Henrique, Fernandinho (Remo-PA)
ABC: Edson, Filipi Souza (Marrone), Tiago Sala (Caio Mancha), Cleiton e Alex Ruan; Anderson Pedra, Guedes, Erivelton (Echeverria) e Lúcio Flávio; Nando e Jones. Técnico: Geninho.
Remo: Fernando Henrique (Ciro Sena), Levy, Henrique, Ítalo e Jussandro (Tsunami); Michel Schmoller, Yuri, Marcinho e Eduardo Ramos (Ciro); Edno e Fernandinho. Técnico: Waldemar Lemos.

Prefeitura do Natal não irá mais apreender veículos do Uber

A Prefeitura do Natal não irá mais apreender veículos que prestam serviço Uber de transporte de passageiros.
A Prefeitura do Natal informou por meio de nota divulgada nesta segunda-feira (29) que não irá mais apreender os veículos utilizados para a prestação do serviço Uber. A decisão foi anunciada após parecer jurídico da Procuradoria da Câmara Municipal que indicou a inconstitucionalidade do projeto que tramita na Casa Legislativa.

Com a decisão, estão suspensas as apreensões de veículos que utilizam o aplicativo para o transporte de passageiros até que ocorra a regulação definitiva dessa nova modalidade.

noticia_145641

No fim de semana, a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) apreendeu 11 carros acusados por taxistas de prestar serviço da Uber. Embora automóveis do Uber tenham sido apreendidos, oito motoristas de táxi foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil por causa de ações contra condutores do serviço concorrente.

Confira a nota da Prefeitura na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Natal informa que, ao tomar conhecimento de parecer jurídico da Procuradoria da Câmara Municipal indicando a inconstitucionalidade do projeto que trata da utilização de aplicativos para o transporte de passageiros, encaminhado ao poder legislativo em agosto de 2015, e em comum acordo com a Câmara Municipal, irá retirar o referido projeto de lei.

Essa medida também se faz necessária para que haja uma discussão democrática entre todos os interessados na prestação do serviço e evitar que haja contaminação política/eleitoral no debate em torno de tema tão relevante para a cidade.

A prefeitura acredita que, ainda em 2016, logo após o momento eleitoral, haverá melhores condições para se dialogar com os interessados e toda a sociedade, através dos seus representantes no poder legislativo, um modelo de regulamentação que possa garantir a livre concorrência e ao mesmo tempo assegurar condições de igualdade entre todos os prestadores desse serviço.

A Prefeitura entende que esse debate deve se dar de maneira desapaixonada, dentro do princípio de se buscar uma solução que atenda, prioritariamente, os interesses do cidadão natalense.

A Prefeitura informa ainda que em contato dos dirigentes da STTU com os titulares da Promotoria de Defesa do Consumidor, ficou definido que a STTU não irá apreender veículos que exploram esse serviço até que seja aprovada a regulamentação definitiva desse modelo de transporte.

Patrício Júnior decepciona funcionários efetivos da administração no seu plano de governo

Os funcionários de carreira da administração se sentiram desprivilegiados, ao ler e não encontrar um comprometimento com o pagamento do plano de cargos carreira dos servidores da administração no plano de governo de Patrício Júnior, a lei que o prefeito criou, mas não executou até hoje. Se o prefeito não cumpriu com o que prometeu em seu plano de governo, imagina Patrício que não se comprometeu.
Para alguns funcionários a criação desse plano de cargos está sendo usado para iludi-los, fazendo com que fossem reforçar as caminhadas eleitorais do candidato do prefeito, usando este cheque sem fundo, esse plano de cargos e carreira criado e aprovado nas vésperas de eleição, já que se passaram mais de dois meses e o prefeito ainda não classificou e remunerou seus funcionários efetivos da administração. Os funcionários também temem que esta lei seja ignorada como acontece com a incorporação de gratificações (que só acontece seletivamente entre os correligionários dos atuais gestores).
De acordo com o esta lei o prefeito tem até 120 dias para pagar os funcionários, mas isso não obriga ao prefeito pagar somete após 120 dias, como se está percebendo. Os funcionários ainda podem ficar a mercê de uma que poderá pedir mais prazo e o prefeito chegar a não cumprir com sua própria “bem feitoria” na sua gestão.
Já pensando nisso o plano de governo de Dr. Gustavo, contempla logo na primeira página de propostas, estampando que o mesmo sendo prefeito irá executar (cumprir, fazer valer) o Plano de cargos carreiras e remunerações dos servidores da administração.
O Dr. Gustavo que também é servidor de carreira sabe muito bem dos desafios que irá enfrentar e quer contar com esses funcionários dando o seu melhor, e nada mais justo de que pagar bem a estes funcionários que conhecem a administração mais de que ninguém.

GUSTAVO QUEIROZ E CARLINHO ARRASTA MULTIDÕES PELAS RUAS DE PENDÊNCIAS


Sábado dia 27/08 Gustavo Queiroz e Carlos Montenegro, arrostou multidões pelas ruas de Pendências Rumo a Vitória em 02 de outubro próximo. A passeata e carreata saíram do Ginásio de Esporte Otton Bezerra e terminou no largo das Rocas na Rua João Martins, estima-se que aproximadamente três mil pessoas seguiram a pé esse trajeto. O povo de Pendências está querendo mudança, não aguenta mais o desgoverno do atual gestor e estão clamando em praça publica o nome de Gustavo Queiroz.

Dilma: impeachment resultará na eleição indireta de um governo usurpador


Ao apresentar pessoalmente nesta segunda (29), por cerca de 45 minutos, sua defesa aos senadores, a presidenta afastada Dilma Rousseff , ressaltou que foi ao Senado “olhar diretamente nos olhos” dos que a julgarão. Em seu discurso, Dilma não poupou críticas ao governo interino de Michel Temer.
“Um golpe que, se consumado, resultará na eleição indireta de um governo usurpador. A eleição indireta de um governo, que, já na sua interinidade, não tem mulheres comandando seus ministérios, quando um povo nas urnas escolheu uma mulher para comandar o país”, afirmou.
“Sei que, em breve, e mais uma vez na vida, serei julgada. E por ter minha consciência absolutamente tranquila em relação ao que eu fiz, venho pessoalmente à presença dos que me julgarão”, afirmou.
A petista negou ter cometido crimes dos quais é acusada, segundo ela, “injusta e arbitrariamente”. Hoje, o Brasil, o mundo e a história nos observam. E aguardam o desfecho desse processo de impeachment“, disse.
“Jamais atentaria contra o que acredito, ou praticaria atos contrários aos interesses daqueles que me elegeram”, disse a petista, visivelmente emocionada, com a voz embargada por várias vezes. Dilma disse que se aproximou do povo e, também, ouviu críticas duras a seu governo.
Composição ministerial
Dilma também disparou críticas à composição ministerial montada por Temer desde o afastamento dela, em 12 de maio deste ano. “Um governo que dispensa os negros na sua composição ministerial. E já revelou um profundo desprezo pelo programa escolhido e aprovado pelo povo.”
A presidenta afastada afirmou que durante seu governo e do presidente Lula, “foram dadas todas as condições para que as investigações fossem realizadas”.
“Assegurei a autonomia do Ministério Público, não permiti qualquer interferência política na atuação da Polícia Federal. Contrariei interesses, por isso paguei e pago um elevado preço pessoal pela postura que tive”, afirmou.
Cunha
Dilma lembrou a atuação do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi o responsável por dar o sinal verde ao processo contra ela na Casa.
Sobre os políticos que se aliaram ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, ela disse eles encontraram “o vértice da sua aliança golpista”. “Articularam e viabilizaram a perda da maioria parlamentar do governo. Situações foram criadas com apoio escancarado de setores da mídia”, disse. “Todos sabem que esse processo de impeachment foi aberto por uma chantagem explícita do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.”
Segundo Dilma, se ela tivesse se “acumpliciado” com a improbidade e com o que, classficou, que “há de pior na política brasileira, como muitos até hoje parecem não ter o menor puder em fazê-lo, eu não correria o risco de ser condenada injustamente”, afirmou.

Mossoró: ‘quem roubou, Fafá?’

Fafá
Da ex-aliada da candidata a prefeita Rosalba Ciarlini,  Fafá Rosado ontem em Mossoró na mobilização prol Tião Prest:
“Vamos entregar a cidade não a quem está atrás de um salário e sim a quem quer gerar salário para povo, trabalhando pela geração de emprego e renda”.
E o pior:
“Eu fui uma prefeita de mãos limpas”.
O que Fafá insinuou. Quem roubou?

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Willian Bonner e Fátima Bernardes de separam

O casamento de William Bonner e Fátima Bernardes, que se conheceram nos bastidores do "Jornal da Globo", aconteceu em 1990. Em 21 de outubro de 1997, Fátima deu à luz trigêmeos. Fátima assumiu a bancada do "Jornal Nacional" em 1998, ao lado William. Eles trabalharam juntos até 2011. Em 2012, ela passou a comandar o próprio programa, "Encontro com Fátima Bernardes".

"Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos, decidimos comunicar que estamos nos separando. Continuamos amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais orgulhosos de três jovens incríveis. É tudo o que temos a declarar sobre o assunto. Agradecemos a compreensão, o carinho e o respeito de sempre. Fátima e William", disse o apresentador do Jornal Nacional.

A guerra jurídica do impeachment: do que Dilma é acusada?

Pedaladas, decretos de suplementação orçamentária, Plano Safra, meta fiscal. A sopa de termos que envolve o impeachment de Dilma Rousseff, que desde quinta-feira é julgada no Senado Federal, dificulta a compreensão até mesmo dos espectadores mais atentos. Mas, afinal, do que a presidenta afastada é acusada? A versão brasileira do El País ajudou a descomplicar a questão:
Do que a presidenta é acusada?
1. Os decretos presidenciais:
O fato: Ela assinou três decretos de abertura de créditos suplementares: um em 27 de julho de 2015, no valor de 1,7 bilhão de reais, para projetos na área da educação, previdência, trabalho e cultura; outro, na mesma data, no valor de 29 milhões de reais, para diversos órgãos do Executivo; e o terceiro, em 20 de agosto de 2015, no valor de 600 milhões de reais, para despesas com o Judiciário.
O que diz a acusação: Os decretos, que ampliaram as despesas, trouxeram um impacto na meta fiscal primária de 2015, que, a grosso modo, é o valor que o Governo pretende ter em caixa no final do ano. E isso contraria o artigo 4 da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015. Para editá-los, portanto, seria necessário pedir autorização do Congresso, como diz o artigo 167, inciso V, da Constituição Federal. Diz ainda que eles foram editados em um momento em que o Planalto já sabia que a meta não seria cumprida e já havia pedido uma correção no valor. E que Rousseff, como gestora do país, tinha conhecimento desses decretos e os autorizou, por isso é responsável por eles. Inicialmente, faziam parte da acusação seis decretos, mas ao longo da investigação se provou que três deles não causaram impacto na meta e, por isso, foram retirados do julgamento. A acusação afirma ainda que o Tribunal de Contas da União considerou a prática irregular. E diz que, ao invés de fazer os decretos aumentando os gastos, o Governo devia ter promovido cortes no Orçamento em um ano de crise econômica.
Por que dizem que se enquadra na Lei do Impeachment: A Lei do Impeachment, de 1950, define o que é crime de responsabilidade de um presidente e ganhou novos itens a partir da incorporação da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), de 2000. Para a acusação, os decretos feriram o art. 10, item 4, e art. 11, item 2, da Lei do Impeachment, que são: – “infringir patentemente, e de qualquer modo, dispositivo da lei orçamentária” e “abrir crédito sem fundamento em lei ou sem as formalidades legais”.
O que diz a defesa: Os decretos não autorizaram um aumento de gastos, pois apenas remanejaram dinheiro de despesas já previstas e autorizadas pelo Congresso. Assim, não tiveram impacto na meta fiscal, que depois, pela crise econômica, foi revista e cumprida ao final do ano. Segundo o ex-ministro da Fazenda e do Planejamento, Nelson Barbosa, o pedido que dá início à abertura dos decretos sempre é feito por funcionários dos ministérios, em um sistema eletrônico, que não os autorizaria caso não estivessem de acordo com a lei vigente. Ele diz ainda que o processo envolve vários funcionários e etapas antes de chegar ao presidente. Por isso, Rousseff os teria assinado por orientação de especialistas técnicos, que não apontaram qualquer irregularidade e, assim, não pode ser responsabilizada. Além disso, afirma que quando os decretos foram assinados o TCU não havia questionado a prática ainda, tanto que ela vinha sendo feita havia anos e por vários Governos. Depois que o TCU se manifestou, em outubro de 2015, o Governo diz ter parado de fazer esse tipo de decreto, mas afirma que a regra não pode ser aplicada “retroativamente”. Eles afirmam ainda que foram feitos cortes no Orçamento e um contingenciamento maior traria mais danos para a população e para a economia.
2. As pedaladas
O fato: O Governo atrasou entre janeiro e novembro de 2015 o pagamento para o Banco do Brasil de parcelas que totalizaram 3,5 bilhões de reais referentes aos subsídios do Plano Safra. O plano é um programa federal que auxilia agricultores familiares a tomarem empréstimos do banco a juros bem mais baixos, tornando mais fácil o pagamento. O Governo paga ao banco o valor da diferença dos juros.
O que diz a acusação: O atraso configurou uma operação de crédito, o que é proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Ou seja: é como se, ao não pagar as parcelas, o Governo tivesse tomado um empréstimo do banco. Novamente, eles afirmam que uma decisão como essa nunca poderia ser tomada sem que um Presidente da República soubesse. Eles também afirmam que o Tribunal de Contas da União considerou a prática irregular e, por isso, ela não poderia ter sido feita. Os acusadores dizem ainda que a prática maquiou as contas públicas, ou seja, mostrou para o país um dado falso sobre a situação financeira do Governo.
Por que dizem que se enquadra na Lei do Impeachment: atraso fere o artigo 11, item 3, da Lei de 1950 que proíbe o Governo de “contrair empréstimo, emitir moeda corrente ou apólices, ou efetuar operação de crédito sem autorização legal”
O que diz a defesa: Atraso de pagamento não é uma operação de crédito, definida Lei de Responsabilidade Fiscal como “compromisso financeiro assumido em razão de mútuo, abertura de crédito, emissão e aceite de título, aquisição financiada de bens, recebimento antecipado de valores provenientes da venda a termo de bens e serviços, arrendamento mercantil e outras operações assemelhadas, inclusive com o uso de derivativos financeiros”. O argumento é que não houve transferência de recurso do banco para o Governo (no plano, o banco faz o empréstimo ao agricultor). Por isso, a medida não pode ser enquadrada na Lei de Responsabilidade Fiscal. Diz ainda que os pagamentos foram feitos em dezembro do mesmo ano. E citam uma perícia feita por técnicos do Senado, a pedido da Comissão Processante do Impeachment, que mostrou que não havia indícios de “participação direta ou indireta” da presidenta no fato.

George Soares participa de Comícios em Serra do Mel e Ipanguaçu


Neste fim de semana, o deputado estadual George Soares (PR) cumpriu agenda política nos municípios de Ipanguaçu e Serra do Mel.
Em Ipaguançu, o deputado George esteve ao lado da candidata a prefeita do município, Marluce Barbosa (PMDB) e do seu vice Mário, junto de várias lideranças que fizeram uma grande carreata pelas ruas da cidade.
Logo depois, o republicano foi ao grande comício na cidade de Serra do Mel, com o candidato do PR, Josivan Bibiano, e sua vice Francisca.
Em ambas cidades, George Soares levou sua palavra de apoio e prestou contas dos serviços prestados pelo seu mandato aos municípios .
"Estou apoiando aqueles que considero ser o melhor para esses cidades tão importantes para nosso estado," afirmou o parlamentar.
#trabalhandopravaler

domingo, 28 de agosto de 2016

Linhares FC, Campeão Invicto do Campeonato Municipal 2016


O Linhares FC conquistou ontem, 27,  na raça, na coragem e na humildade o seu primeiro título do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Serra do Mel. Este evento esportivo é tradicional no municio e patrocinado pela Prefeitura Municipal chega a sua 28ª edição.

Ontem, 27, disputaram o título de Campeão 2016, as equipes do Rio de Janeiro x Linhares FC. O Linhares venceu em tempo corrido o adversário por 1x0, com o gol do atacante Felipe Santos, atleta que dividiu com Adeilson Fonseca a artilharia no municipal de 2016.

O Linhares é um dos times convidados, pois não representa nem uma vila específica e  que há quatro anos participa do Campeonato Municipal de Serra do Mel sempre ficando entre os quatro finalistas. É uma equipe nova formada por atletas jovem que vem crescendo e ganhando experiencia a cada campeonato e dirigida pelo técnico Rafael Linhares

Diego Medeiros - Artilheiro
E neste ano de 2016 o time conquista seu título inédito e faz o artilheiro do campeonato - Diego Medeiros com 6 gols, que desde o primeiro jogo vem marcando gols, o mesmo foi eleito pela comissão organizadora do evento esportivo como o melhor jogador do campeonato. E o goleiro Maycon Sena do Linhares FC foi eleito também o melhor goleiro do campeonato.

Maycon Senna - Melhor Goleiro
Parabenizamos aos atletas campeão e vice-campeão, as comissões técnicas e aos torcedores pelo brilhante jogo de ontem e por toda luta e conquista durante o período do campeonato.

Rafael Linahres, Sávio Linhares e Roberto de Araujo

Bibiano e Dona Francisca arrasta a maior multidão já vista em Serra do Mel para carreata e comício



Na tarde-noite deste sábado, (27), o município de Serra do Mel surfou na "Onda Azul" do candidato Bibiano Azevedo (PR), e da sua vice, Francisca Veras (PSDB)... A maior carreata já realizada no município serrano, movimentação que terminou com um grandioso comício na Praça Cortez Pereira no Centro da cidade...

Isso é o que denominamos: "Fechar com chave de ouro"...

Os discursos dos candidatos, quase todos, se referiram ao abandono em que se encontram os colonos entregues a própria sorte, a falta d'água aliada a destruição dos cajueiros, que tem como causa principal, a praga da mosca branca diante da inércia doPoder Público...


O número incontável de carros e motos tomaram conta das ruas do município, uma verdadeira festa da democracia onde ninguém era obrigado a comparecer, o povo foi as ruas de livre e espontânea vontade dizer sim a candidatura de Bibiano e Francisca...

Marcaram presença todos os candidatos a vereadores da coligação "PARA O POVO E PELO POVO"...


O deputado estadual do Vale do AssúGeorge Soares (PR), marcou presença mais uma vez, veio declarar o seu total apoio a candidatura de Bibiano Francisca rumo aoExecutivo do município de Serra do Mel...



Bibiano foi levado pelos braços do povo até o palanque... A população da Serra sente falta deste grande administrador...


Uma grande queima de fogos encerrou esta grande festa da democracia no município que em breve, com certeza, voltará ser a terra do "caju e da castanha"...

Créditos: Blog Fogo Contra Fogo

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Carlos Eduardo é multado pela Justiça Eleitoral por propaganda irregular


O prefeito Carlos Eduardo Alves, candidato do PDT à reeleição, foi multado em R$ 5 mil por propaganda irregular. A decisão foi publicada no Diário de Justiça desta sexta-feira.
A multa veio é punição pedida pelo Ministério Público Eleitoral e acatada pela juíza Suely Silveira, da 3ª Zona Eleitoral.
A multa foi imposta em razão de material de campanha de 2012 não ter sido removido pela equipe do prefeito.
À decisão, cabe recurso.

Atletas da Serra do Mel conquista vaga para a final do JERNS 2016


A equipe de futebol de campo da E E Pe José de Anchieta, dirigida pelo professor de educação física John Deohn, conquistou hoje, 26, sua vaga na grande final do Jogos Escolares do RN - JERNS 2016.

A equipe da E E  Pe Anchieta é formada pelos atletas: Edigleison Marinho, Fellipe Rafael, Cleiton Wesley, Allex almeida, Antonio Messias, Sávio Linhares, Sávio Zacarias, Wandson Thiago, Severino da Silva, Jonas Moura, Rafael Nobre, Jonas Oliveira, Douglas Soares, Erik Maranhão, Alex Nobre, Antonio Marcos, Marcos Antonio, João Víctor, Cleilton Galdino e Allan Lacerda.

O time serramelense venceu as quatro competições de fase e assemifinal e chega a final invicta. No primeiro jogo derrotou com uma goleada de 8x0 o time da E E José Gonçalves; goleou por 5x0 a equipe da E E Aída Ramalho; venceu por 2x0 a E E Raimundo Gurgel e o Eliseu Viana por 4x0. Hoje o time do caju derrotou a E E Jeônimo Rosado por 3x0, com dois gols de Rafael Nobre e um de Douglas Soares.

Artilharia
O atacante da EEPJA Rafael Nobre, marcou 8 gols dos 22 gols feito pela equipe serrana e é o artilheiro da competição, pena que o poder público não contabiliza os gols dos atletas, pois, o artilheiro não tem direito a premiação.

Na próxima segunda-feira, as 8:30 h, o time do Pe Anchieta enfrentará a equipe do Eliseu Viana no "Nogueirão" para a decisão da grande final do JERNS 2016, regional de Mossoró. 

O time campeão participará dos jogos em Natal/RN em outubro deste ano. A EEPJA contabiliza oito títulos regional e continua em busca do primeiro estadual. Ficamos na torcida para que este ano seja o ano de glória dos atletas da EEPJA.

Quase 30% de alunos do 9º ano do ensino fundamental já fizeram sexo, mostra pesquisa


Dos cerca de 2,6 milhões de estudantes que cursavam o 9º ano do ensino fundamental em 2015, 27,5% já haviam tido relação sexual (cerca de 723,5 mil). Em média, um aluno do 9º ano tem 14 anos de idade. Deste total, 39% (280,7 mil) não usaram preservativo na primeira vez e 33,8% (219,2 mil) não utilizaram na última relação sexual.
As informações fazem parte da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar – Pense 2015 – e foram divulgadas nesta sexta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Das meninas do 9º ano que haviam tido relação sexual, 9% disseram já ter engravidado. Essa realidade era mais comum entre estudantes de escolas públicas (9,4%) do que entre as da rede privada (3,5%). Pouco mais de 1% das meninas do 9º ano do ensino fundamental declararam já ter engravidado alguma vez (23 mil meninas), sendo o maior percentual registrado na região Norte, (2,1%) e o menor na região Sudeste (0,7%).
Cerca de 105,2 mil (4%) estudantes do 9º ano relataram já ter sido forçados a ter alguma relação sexual. O percentual para meninos foi de 3,7% e para as meninas de 4,3%. Destes, um a cada três estudantes disse que o ato foi cometido por algum membro da família (pai, mãe, padrasto, madrasta ou outros familiares). A região Norte (5,3%), Roraima (7,3%) e Mato Grosso (6,2%) apresentaram os maiores percentuais.
Quanto à promoção de ações de prevenção e assistência em saúde, promovida pelas escolas, informando quanto à saúde sexual, os resultados revelaram que 87,3% dos alunos do 9º ano do ensino fundamental receberam informações, na escola, sobre doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e Aids.
“Não basta informar e dizer use camisinha, use pílula. Esse adolescente deve ser atendido em programas que trabalhem a percepção corporal, de identidade sexual, de valor como pessoa, dos riscos de uma gravidez. Você só vai usar camisinha se você tiver respeito a si próprio e ao outro”, comentou ela.
Há 40 anos trabalhando com adolescentes, a pediatra Evelyn Eisenstein, do Departamento de Adolescência da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), afirmou que o principal gargalo – no que tange à saúde dessa faixa-etária – é falta de um programa nacional de saúde.
“O Brasil precisa de campanhas de prevenção e programas nas escolas. Os adolescentes têm direito não apenas à informação, como também a programas de protagonismo juvenil”, disse e pediatra.”
Segundo Evelyn, o percentual de meninas entre 15 e 19 anos que engravidam no Brasil é muito mais alto que o relatado nas escolas, entre 20% a 23%, chegando a 30% em alguns estados. Entre 10% a 15% dessas meninas que engravidam são vítimas de violência e abuso sexual, ressaltou ela.
Cigarro, álcool e drogas ilícitas
Mais da metade dos estudantes do nono ano (55,5% ou 1,5 milhão) já havia consumido uma dose de bebida alcoólica alguma vez, percentual superior ao observado em 2012 (50,3% ou 1,6 milhão). No conjunto de estados e municípios das capitais, com maior e menor percentual de escolares do 9º ano que já experimentaram uma dose de bebida alcoólica, estão Rio Grande do Sul (68,0%) e Amapá (43,8%), Porto Alegre (74,9%) e Macapá (43,5%).
A proporção dos estudantes do 9º ano que já experimentou drogas ilícitas também subiu em relação a 2012, ao passar de 7,3% (230,2 mil) para 9% (236,8 mil ). Ainda segundo a pesquisa, em relação ao consumo atual de álcool e drogas ilícitas, respectivamente, 23,8% (626,1 mil) e 4,2% (110,5 mil) dos estudantes do 9º ano tinham feito uso dessas substâncias nos últimos 30 dias antes da pesquisa.
No que se refere à experimentação do cigarro, ela tem um crescimento relativo de aproximadamente 53,0% entre as duas faixas de idade analisadas. No grupo etário de 13 a 15 anos, a experimentação é de 19,0%, chegando a pouco mais de 29,0% entre os escolares na faixa etária de 16 a 17 anos.
No grupo de idades de 16 a 17 anos, 10% dos escolares experimentaram cigarros antes dos 14 anos de idade, aproximadamente 8% consumiram cigarros pelo menos uma vez nos últimos 30 dias anteriores à pesquisa, 53% estiveram em presença de pessoas que faziam uso de cigarros e em torno de 24% possuíam pais fumantes.
Quanto ao consumo de outros produtos do tabaco, pouco mais de 8% dos escolares de 16 a 17 anos de idade declararam fazer uso.
Na faixa etária de 16 a 17 anos, 73% dos escolares já experimentaram uma dose de bebida alcoólica. Pouco mais de 21% tomaram a primeira dose de bebida alcoólica com menos de 14 anos de idade e cerca de 60% possuíam amigos que consomem bebidas alcoólicas.
O indicador de consumo atual de bebida alcoólica, considerando as duas faixas de idade analisadas, cresceu 56,5%, passando de pouco mais de 24,0% entre os escolares de 13 a 15 anos de idade para quase 38,0% no grupo etário de 16 a 17 anos.
Bebidas
Em torno de 37% dos escolares de 16 a 17 anos de idade já sofreram com episódios de embriaguez e aproximadamente 12% deles tiveram problemas com família ou amigos porque haviam bebido.
Evelyn ressaltou que o uso de substâncias psicoativas na fase de crescimento e desenvolvimento do cérebro prejudica o desenvolvimento do adolescente.
“A pior droga do Brasil é o álcool. Esse uso é um fenômeno cultural e de marketing. Para você ser homem tem que ficar bêbado, como se fosse um ritual de passagem. Fora os patrocínios de bebidas alcoólicas em festas para jovens”, comentou ela.
“O Brasil precisa realmente de programas de educação em saúde com metodologias apropriadas para o adolescente. Além de vigilância, pois qualquer botequim ou posto de gasolina vende cerveja para adolescentes”.